• Home
  • /
  • Dicas fundamentais na criação de um aplicativo de celular

Dicas fundamentais na criação de um aplicativo de celular

A criação de aplicativos é algo que vem tomando conta e se tornando comum no mundo digital.

Mas para entrar nesse meio é preciso saber algumas coisas fundamentais.

Primeiramente:

Criar aplicativos e criar sites são coisas diferentes. Bem diferentes.

A tecnologia do app é outra e a complexidade é bem maior, além do número de profissionais necessários.

Quem precisa de aplicativos?

Pessoas que geralmente estão ligadas ao marketing de relacionamento com clientes: catálogos de produtos, e-commerce, notícias, promoções, institucional e outros.

Um aplicativo para celular deve ser desenvolvido por profissionais de uma agência digital com experiências em softwares específicos.

Profissionais necessários para desenvolver um aplicativo para celular:

  • Front End Designer

Ele é quem desenha as interfaces do aplicativo, priorizando boa aderência e usabilidade.

  • Webdesigner

É quem aplica o layout do Front End Designer.

  • Analista de sistemas

O analista de sistema tem que entender muito bem de desenvolvimento de softwate, pois ele é quem vê a real necessidade do cliente para com o aplicativo. Ele orienta os melhores caminhos a serem tomados e especifica por escrito o que precisa ser feito.

  • Desenvolvedor / Programador

Ele codifica as imagens e dá ‘vida’ ao que foi desenhado no início, seguindo as diretrizes técnicas do analista de sistemas. O código fonte faz conexão com banco de dados para a exposição das informações. Essa parte representa em torno de 50% do esforço total de um projeto de desenvolvimento de aplicativo para celular.

  • Analista de banco de dados (DBA)

Cria comandos para tratamento das rotinas mais complexas de manipulação de dados.

  • Analista de Testes

Verifica se todas as etapas estão em bom funcionamento, ou seja, se não há erros (bugs) no app.

  • Gerente de Projetos ou Coordenador

Ele é quem coordenada o projeto e distribui tarefas para os profissionais.


Todos esses profissionais são necessários, mas se sua agência está começando agora, basta um bom designer e um bom desenvolvedor para por tudo em ação.

Depois de pronto, o aplicativo ainda terá outros custos: manutenção, evolução e hospedagem em um servidor.

É fundamental sentir confiança total do fornecedor antes da contratação pela complexidade do assunto.

Tenha um profissional de confiança fazendo esse serviço e tudo sairá bem.

Dicas práticas para alcançar o primeiro lugar na gestão de Links Patrocinados.

links-patrocinados-como-alcancar-o-primeiro-lugar-do-google
 

Ter uma marca na primeira página do Google é o sonho da maioria dos anunciantes do Google AdWords. Todos querem esse resultado que cada vez está mais concorrido e difícil de conseguir.

Para te ajudar nesta tarefa um pouco complexa de alcançar os primeiros lugares nos resultados pagos do Google, selecionamos algumas boas práticas para aplicar em seus anúncios no Google AdWords. Confira:

Testes A/B

Assim que você planejar as ações de marketing para sua loja virtual, você vai se deparar com muitas variáveis que precisará testar para saber qual delas te dará a melhor conversão. Nesses momentos, você deve aplicar um teste A/B para identificar qual das estratégias é melhor e então se decidir por uma.

Qual o melhor título? Quais as melhores descrições? Não existe fórmula mágica para saber. O que precisa ser feito é testar termos e verificar quais expressões geram mais conversões.

Alterar a exibição dos anúncios na campanha

Lá em sua conta do Google AdWords, entre na configuração da campanha a qual o anúncio pertence e certifique-se de que ela tenha todos os recursos ativados. Observe:

Vá até “Configurações avançadas” > “Exibição de anúncios: rotação de anúncios, limite de frequência” e marque a opção “Alternar uniformemente”. Depois clique em “Salvar”. Veja:

Assim que você começar o teste, tenha em mente e no papel o objetivo principal, bem como quando o teste começou e quando será o momento de alterá-lo. Uma campanha, grupo de anúncio, anúncio ou palavra-chave que não converteu pode não ser útil agora, mas pode ser no futuro, em especial para a geração de relatórios e de ideias para novas estratégias de negócio.

Extensões de anúncio

É comum achar quem queira colocar mais informações no anúncio é acaba por ultrapassar o limite de texto. Os anúncios têm um espaço limitado, o que restringe a mensagem que queremos passar para os usuários. No entanto, existe um recurso chamado extensões de anúncio que é capaz de comunicar mais informações no entorno do mesmo.

A seguir, vamos falar com mais detalhes sobre as melhores extensões para um e-commerce:

Sitelinks

Essa extensão serve para promover recursos mais específicos do seu negócio. Por exemplo: se a sua loja vende roupas, você pode cadastrar suas categorias nos sitelinks, como calças, blusas, vestidos e camisetas.

Chamada

Se você oferece atendimento por telefone, é recomendado cadastrar essa extensão para que seus clientes possam ligar diretamente para você com apenas um toque.

Destaque

É uma boa opção para o lojista que oferece frete grátis, desconto, vantagens ou qualquer outro benefício a seus clientes, pois essas informações serão destacadas logo abaixo do anúncio.

Locais

Essa estratégia é ideal para quem tem loja física. É importante que você cadastre seu endereço nessa extensão, pois quando os usuários estiverem buscando algum lugar físico para visitar ou comprar, a sua localização será divulgada.

Essas extensões de anúncio são ótimos recursos para aumentar a conversão e você deve tê-las como prioridade. No entanto, o Google nem sempre exibe as extensões na busca, apenas quando for relevante para o usuário. Além das extensões que recomendamos para a sua loja, você pode conferir as demais visitando o site do Google.

Entenda a mudança e como vai impactar na gestão de Google Adwords.

google-nao-exibira-anuncios-na-lateral-de-suas-pesquisas
 

Confirmado a nova alteração do Google: os clássicos anúncios na barra lateral dos resultados de busca da gigante da web não são mais exibidos. Essa nova alteração Google refletirá em alguns impactos que vamos refletir nesta postagem.

Primeiro que essa mudança trouxe pontos positivos no quesito usabilidade. A barra letal sem anúncios deixa os resultados de busca mais limpo para o usuário que nele navega. Outro fator que devemos deixar claro, é o número de pesquisas mobile ultrapassando o desktop, nada melhor que unificar a estrutura do layout dos resultados de pesquisas, deixando o foco sempre no centro da tela, garantindo uma melhor experiência do usuário e, consequentemente, maior visibilidade aos anunciantes.

Outro ponto relevante que pode ser considerado um benéfico é que agora o trabalho de otimização da página de destino e do profissional de Google Adwords será ainda mais valorizado. Isso se dar porque a principal briga agora será pelas três primeiras posições, e isso certamente se tornará bem mais difícil e competitivo. Dessa forma, será necessário trabalhar para que as palavras-chave tenham um excelente índice de qualidade, e isso só é adquirido com base na qualidade dos anúncios e das páginas de destino. 0

Sem sombra de dúvida, essa nova mudança do Google irá impactar significativamente nos custos por cliques. Em determinados casos, chegaremos a valores bem altos para um lance de primeira página e isso pode ser bastante prejudicial para pequenos e médios anunciantes ao trabalharem a gestão de Google Adwords.

Também foi anunciado que no novo layout das SERPs poderemos ter situações em que aparecerão quatro ou mais anúncios na parte superior. O Google chamou essas situações de exceções e as classificou de duas maneiras: PLA (Product Listing Ad) e pesquisas extremamente comerciais.

4 fatores fundamentais a serem analisados na gestão de Links Patrocinados

gestao-de-links-patrocinados-4-dicas-para-melhor-performance
 

A gestão de Links Patrocinados exige muito atenção e pensamento estratégico, pois, para aumentar o seu ROI e garantir os melhores resultados possíveis, você precisa analisar pontos fundamentais com bastante cautela.

E para analisarmos esses pontos chave, a Agência R8 preparou um artigo com 4 dicas para melhorar o seu gerenciamento de Links Patrocinados:

1 – Palavras-chave:

A definição das palavras-chave que são mais adequadas ao seu negócio é um fator essencial para alcançar os resultados possíveis. Nesta estratégia, fazer um anúncio com um termo pouco relevante significa que você irá desperdiçar tempo e dinheiro.

Depois de definir as principais palavras-chave, é preciso definir a melhor correspondência para o tipo de campanha em sua gestão de Links Patrocinados: se exata, ampla, ou de frase. Na correspondência exata, somente para buscas com todos os termos escolhidos, na ampla seu anúncio aparecerá para qualquer palavra-chave relevante relacionado, já na correspondência de frase, somente para aquela palavra específica.

2 – Segmentação:

Na ferramenta do Google Adwords, você poderá segmentar anúncios em grupos, o que ajuda no gerenciamento. Você pode criar grupos de anúncios para cada produto/serviço e ter um acompanhamento do desempenho e retorno de cada ação.

Outra ferramenta de segmentação que ajuda a obter melhores resultados é a escolha da localização geográfica. Desta forma, você restringe seu anúncio para um público que está realmente interessado em seu produto, proporcionando um aumento no ROI da ação.

3 – Página de destino:

Uma prática que costuma não trazer bons resultados é direcionar os anúncios para a página inicial de um site. É fundamental que, depois do clique, o usuário seja levado a uma página de destino que ele encontrará exatamente o que foi anunciado. Se você está anunciando um produto específico, é fundamental que a página de destino tenha sido especialmente preparada para levar ao cliente todos os detalhes e informações necessárias para fechar negócio.

4 – Medir e revisar:

No momento em que suas campanhas já estão em andamento, é precisa ser analisada com frequência. O cálculo do ROI (Return on Investiment) é importante para saber quais são os melhores lances e identificar os anúncios que atraem mais cliques por parte dos usuários. Desta forma, é possível ajustar e direcionar a campanha para garantir resultados mais satisfatórios.

Saiba o que distingue as plataformas de anúncios Google AdWords e Facebook Ads.

diferenca-entre-google-adwords-e-facebook-ads
 

Há empresas que já estão acostumadas a publicar no Google Adwords de forma corriqueira. O retorno é praticamente garantido, pois, os anúncios aparecem em convergência com os do campo de pesquisa. O que significa que se um usuário digita “apartamento para alugar” na busca do Google, é possível anunciar no campo “links patrocinados” o seu imóvel.

Este tipo de anúncio no Google é muito relevante no momento em que os usuários já estão procurando por uma palavra-chave relacionada ao seu serviço ou produto, então estão mais “prontos” para a compra. No momento em que você oferece exatamente o que os usuários estão procurando e no momento em que precisam, a taxa de conversão tenderá a ser alta, além de ser fácil medir o retorno sobre o investimento.

Há outras formas de anúncios no Google, como a rede de display, onde estão os sites que participam de programas de afiliados do Google, o Google Adsense. Nele é possível anunciar no YouTube, Gmail e outros sites.

Para publicar um anúncio em suas campanhas, o empreendedor paga somente quando for clicado. Não existe valor mínimo estabelecido para uma campanha, o anunciante é quem decide até quanto está disposto a pagar. O Google ainda fornece estatísticas com estimativas de tráfego e custo de palavras-chave que ajudam no planejamento.

A ferramenta de anúncios do Google, o Google AdWords já se consolidou como líder de mercado e está presente no orçamento fixo de muitas empresas.

Facebook Ads:

Outra plataforma de anúncios surgiu com toda força nos últimos anos como uma alternativa dependendo do objetivo da empresa com uma campanha: o Facebook e o Facebook Ads, principalmente para segmentação de público.

Os anúncios no Facebook têm textos e foto que podem direcionar para seu site ou fanpage do anunciante. Se seu objetivo for divulgar a fanpage da marca, é possível promover através de histórias patrocinadas, posts patrocinados e a opção curtir.   Obviamente, o melhor lugar para promover a fanpage é dentro do próprio Facebook, quando as pessoas estão logadas e vivendo a experiência da rede social.

Para o caso de e-commerces e sites, é possível segmentar com muita precisão o público para qual você deseja direcionar seus anúncios. Pela própria característica da rede social, o Facebook permite segmentar o público por sexo, cidade, estado, idade, estado civil (status de relacionamento) profissões, interesses pessoais, etc. Da mesma forma, você consegue controlar o quanto pagar.

No Facebook Ads, a principal diferença é que o usuário está navegando pelo Feed e vê os anúncios nas laterais ou no próprio Feed, diferente do Adwords, em que o usuário está buscando pela palavra-chave naquele momento. Isso significa que apesar de muito mais direcionado para o público, o anúncio tem uma taxa menor de conversões.

Vemos como vantagem o fato de atrair clientes que estejam em estágios iniciais de interesse no produto/serviço.  Para quem está em busca de construir um relacionamento com o cliente, atrair o usuário para a fanpage pode ser o melhor negócio, não sendo tão importante a venda imediata.

Conheça as funcionalidades e vantagens dos Anúncios de Engajamento no Google AdWords.

google-adwords-saiba-como-usar-os-anuncios-de-engajamento
 

Os anúncios de engajamento constituem um tipo de Link Patrocinados focado no engajamento com os usuários na Rede de Display do Google AdWords, em vez dos tradicionais cliques.

Anúncios de Engajamento:

É um tipo de formato de Links Patrocinados ancorado na publicidade gráfica de alto desempenho e criatividade dos anúncios. Este formato permite que os anunciantes alcancem seu público-alvo em toda a Rede de Display do AdWords. No entanto, como subentendido pelo nome, o foco deste tipo de anúncio não está centrado em cliques e conversões, mas sim, em engajamento. Em outras palavras, o anunciante paga somente quando os usuários interagirem com os Anúncios de Engajamento.

Funcionamento:

Uma das formas dos Links Patrocinados de engajamento serem ativados ocorre quando o usuário mantém a seta do mouse por dois segundos ou mais sobre o anúncio. Isto faz com que os Anúncios de Engajamento sejam expandidos, permitindo impactar positivamente seu público-alvo. Também são ativados ao reproduzir um vídeo ou deslizar o dedo em uma tela de smartphone ou tablete. Tudo isto dependerá do formato dos anúncios escolhidos pelo anunciante.

Este tipo de interação não está focado em cliques, como já falamos anteriormente, mas sim no engajamento. Por esta razão, o Google AdWords mantém um custo denominado Custo por Engajamento, cuja sigla é CPE. O funcionamento é o mesmo do CPC: o anunciante define quanto quer pagar pelo engajamento dos internautas e só pagará quando este objetivo for atingido. Evidentemente, o valor atribuído ao CPE é um dos fatores que determinará o sucesso na exibição e engajamento dos usuários, impulsionando os resultados.

Formatos:

Os formatos de Anúncios de Engajamento são ricos e interativos. A mensagem de uma marca pode ser exposta por meio de diversos formatos de anúncios, desde um carrossel de vídeos até um jogo interativo. Outro formato bastante atraente é o LightBox que permite que os Links Patrocinados sejam transformados em uma tela multidimensional, proporcionando uma experiência rica para o público-alvo de uma marca. – De modo geral, as mesmas regras exigidas dos demais anúncios gráficos, conforme as políticas de publicidade do Google AdWords, também se aplicam aos Links Patrocinados de Engajamento. No entanto, o Google AdWords disponibiliza requisitos técnicos adicionais.

Ferramentas e estratégias para seu negócio B2B em links patrocinados.

estrategias-de-links-patrocinados-para-negocios-b2b
 

As ferramentas de Links Patrocinados é sempre uma ótima oportunidade que se conseguir resultados em curto prazo, seja em empresa B2C (vendas diretas ao consumidor final) ou até mesmo B2B (relação comercial entre empresas).

Devemos entender, que a única diferença entre os anúncios de empresas B2B e B2C, é o processo de comprar que, para B2B, costuma ser mais complexo. Mas tanto para uma ou outra, é identificados nos usuários, estágios de comprar e o dever da segmentação dos anúncios para adequar o conteúdo do anúncio para cada estágio na jornada de compra. Segue abaixo dicas avançadas para melhorar seus resultados em links patrocinados para negócios B2B:

1 – Custom Audiences no Facebook:

O Custom Audiences, públicos personalizados para o nosso português, é uma ferramenta do Facebook Ads que você pode criar uma campanha de anúncios para um determinado público que você importa de sua lista de leads (e-mails).

Com este artifício do Facebook, pode poderá impactar seus leads através do Facebook, fazendo uma abordagem diferente do que você faria pelo e-mail marketing. Aumentando assim, seus pontos de contatos com seu público que já demonstrou um interesse por seu segmento/empresa/produto. Fazem campanhas de Facebook Ads para eles, aumentará as chances desses leads ser convertido em cliente.

Outra estratégia que você poderá desenvolver através do Facebook, é utilizar uma tag de remarketing no seu Público Personalizado. Como, por exemplo, na página de preços do seu produto você insere essa tag. Depois insere outra tag para criar outro Público Personalizado na página de solicitar orçamento/ demonstração de produto. Dessa forma você, vai fazer um anúncio para cada momento do usuário.

Você também poderá oferecer upsell ou produtos semelhantes ao identificar a audiência que já comprou um produto e oferecer outro que complementa.

É bom lembrar que o LinkedIn também possui uma ferramenta semelhante, onde você pode destinar anúncios para sua lista de e-mails.

2 – Listas de afinidade na rede Display no AdWords:

A ferramenta de links patrocinados do Google, o AdWords, disponibiliza um recurso que você pode anunciar para um público de afinidade, ou seja, você pode escolhe um público que acessa determinado site ou é de interesse de algum nicho específico.

Para isso, basta você ir na guia “Rede de Display” > “Interesses e remarketing” e depois clique no botão vermelho “+Segmentação”.

Dentro da Segmentação da rede Display, selecione o nome da sua campanha Display, o grupo de anúncio e coloque “Interesses e remarketing”.

Na segmentação de “Interesses e remarketing”, você direciona os anúncios para um determinado interesse. Selecione “Públicos-alvo de afinidade” e, abaixo, clique no botão “+ Criar afinidade personalizada”.

Logo após de você clicar no botão “Criar afinidade personalizada”, defina quem será esse público-alvo através das URLs dos sites escolhidas.

Salve esse público e depois selecione, na sua segmentação, para a campanha rodar em base do que você selecionou.

3 – Anúncios dinâmicos no AdWords:

Na rede de pesquisa do Google AdWords, podem ser feitos anúncios dinâmicos, que são exibidos com referência ao conteúdo de um website. O que faz você não precisar manter listas de palavras-chave ou páginas de destino. Os anúncios dinâmicos do AdWords faz você economizar muito mais tempo na criação de anúncios e na escolha de keywords (palavras-chave). O próprio Google AdWords se encarregará de criar o melhor anúncio para a pesquisa de determinado usuário. O que vai encaixar perfeitamente e exibir um anúncio que atenda as necessidades de sua busca.

4 – Remarketing em vídeo no Youtube através do AdWords:

Outra estratégia que trás grandes benefícios para sua empresa B2B, é a criação de anúncios para vídeos no Youtube. É um formato de anúncio que é necessário que você vincule a sua conta do canal do Youtube à conta do Google AdWords para ter acesso às informações e dados sobre seus usuários.

Você pode avaliar o desempenho de seus anúncios em vídeos, utilizar o remarketing para pessoas que acessam seu canal e interagem com ele, dentre outros.

A utilização desses formatos de anúncios de links patrocinados ajuda na estratégia de impactar e mapear o usuário na sua jornada de compra. Com isso, também ajuda a economizar tempo e investimento usando essas práticas em sua gestão de links patrocinados.

Três grandes fatores para se trabalhar com Landing Pages sementadas e diminuir o CPC.

links-patrocinados-landing-pages-segmentadas-para-diminuir-o-cpc
 

Sempre em algum momento na gestão de uma empresa, as equipes de marketing e vendas começam a perceber que as estratégias que sempre deram retornos parando de funcionar. Metas não foram batidas, indicações acabando, crescimento parando e diretoria da empresa começando a cobrar muito das equipes. É este momento em que o marketing digital surge como a principal alternativa para melhorar o desempenho da organização e voltar a conseguir resultados positivos.

No começo da gestão de marketing digital, é bem comum que os gestores optem com utilizar os anúncios do Google (Google AdWords), pois, é uma plataforma de anúncios que possibilita começar uma campanha com um baixo investimento inicial e oferece provas claras do retorno do investimento da empresa. Porém, como muitas empresas grandes já investem muito nessa estratégia, a concorrência e o custo dela no Brasil aumentaram bastante, fazendo algumas palavras chave chegarem a custar R$ 10,00 o clique. E para que empresas de pequeno e médio porte continuem usando o Google AdWords em suas estratégias de marketing digital, uma das saídas é o uso de Landing Pages bem segmentadas.

Um erro bem comum que muitas empresas cometem no AdWords, é direcionar suas campanhas para a home do site (página inicial), o que não permite a mensuração da quantidade de Leads que são gerados. Por isso, o uso de Landing Pages é de extrema importância no marketing digital que visa resultados como o aumento na geração de Leads através de ofertas de conteúdos, assim como a conversão direta com os pedidos de orçamento ou compra de produtos/serviços.

Segue abaixo três fatores importantes para se trabalhar com Landing Pages sementadas com o objetivo de diminuir o custo por clique de suas campanhas no Google AdWords:

1 – Landing Pages para melhorar o Índice de Qualidade:

O Índice de qualidade é uma importante avaliação feita pelo Google AdWords que determina se as palavras chave utilizadas nas campanhas, assim como os anúncios e páginas são, de fato relevantes para os usuários que pesquisam no Google. Esta avaliação é determinada com a nota de 1 a 10 e tem um grande impacto no custo por clique e nas posições de exibição dos anúncios na rede de pesquisa.

Devemos ter em mente que para cada campanha de links patrocinados, deve ter uma Landing Page específica para ela, direcionando o usuário para a página que ele realmente esperava chegar ao ver o anúncio. São dois elementos que determinantes para aumentar o índice de qualidade utilizando Landing Pages: qualidade do site que destina os usuários e o tempo de carregamento da página. A qualidade pode ser entendida como um misto de transparência, navegabilidade e conteúdo. Já referente ao tempo de carregamento, é o resultado de diversos fatores como qualidade do servidor, tamanho da página, qualidade e quantidade de redirects.

2 – Variações do conteúdo da página:

É interessante que você crie textos diferentes para as páginas de destino em cada anúncio ou no mínimo em cada grupo de anúncios. Sabendo que um anúncio é composto por várias palavras-chave e textos. Em um grupo, por exemplo, é possível que existam diversos anúncios muito parecidos, apenas com pequenas mudanças de termos ou ordem de palavras. Portanto, criar Landing Pages apenas para o nível dos grupos é a melhor opção para as empresas trabalharem bem os links patrocinados.

3 – Ressonância entre a busca e a Landing Page:

A ressonância é um conceito apresentado pela física que relaciona a mesma vibração entre dois objetos. Aplicando ao marketing digital, é mostrar para o usuário que a sua empresa está vibrando no mesmo tom que ele. Deixando claro que a sua real intenção é oferecer o que ele de fato precisa no momento.

No marketing digital, isso significa a mesma palavra-chave na pesquisa, no anúncio e na Página de Conversão. Ao buscar uma palavra no Google, encontrar anúncios que correspondam exatamente aquela palavra e cair em uma página que contém a expressão em destaque o usuário percebe que a empresa responsável por aquela página está sintonizada com ele, oferece o que ele busca e não tentou vender um produto antes da hora nem fazer um anúncio que leve para um objetivo diferente.

Sem dúvida algum os links patrocinados do Google AdWords continua sendo uma ótima opção no marketing digital para se conseguir tráfego de qualidade rápido e aumentar a geração de Leads para uma empresa. E trabalhar com Landing Pages mais segmentada só garante um melhor desempenho, assim como há opções de ferramentas que facilitam fazer uma Landing Page legal, o que facilitará a vida do anunciante.

Conheça os principais tipos de anúncios do Google AdWords para uma melhor gestão de Links patrocinados.

links-patrocinados-tipos-de-anuncios-do-google-adwords
 

Os Links patrocinados é uma ferramenta de anúncios do Google AdWords que exibe anúncios publicitários para usuários de sua rede de pesquisa, sites pertencentes ao Google e seus afiliados. E para que possamos criar uma campanha de links patrocinados, primeiramente devemos entender como funcionar e quais são os tipos de publicidade que o Google AdWords disponibiliza. Pois, cada tipo de anúncios irá conversar de maneira diferente com seus usuários.

No Google AdWords, podemos criar diversas formas de anúncios, como textos, vídeos, gráficos, banners, etc. Além de possibilitar que anunciemos em sua rede Google+, no maior site de publicações de vídeos, o Youtube, na loja Google Play, dentre outros.

Diante de tantas oportunidades de se anunciar no Google, muitos empreendedores acabam escolhendo de forma aleatória, sem pensar em seus reais objetivos, público alvo, segmento da marca, etc. o que por sua vez, tenderá a não ter muito eficácia em seus anúncios. Por isso, saber escolher o tipo de campanha no Google AdWords, é de extrema importância para o sucesso de seu negócio.

Rede de Pesquisa:

A rede de pesquisa do Google, também conhecida como Search e Busca, possibilitam que anúncios apareçam na pesquisa que foi realizada pelo usuário, sendo exibida de acordo com os termos (palavras-chave) pesquisadas pelo mesmo, o que torna esse tipo de anúncio bastante relevante para empreendedores, pois seus anúncios serão exibidos para pessoas que buscam algo referente a sua marca ou segmento de atuação, o que aumenta bastante as suas chances de vendas, tendo em vista que o usuário encontrará marcas que vende produtos ou serviços que ele necessita naquele momento. Esses anúncios são caracterizados por serem curtos e diretos, o que acaba gerando tráfego qualificado para seu site.

Rede Display:

A Rede de Display do Google exibirá anúncios gráficos de sua marca para os usuários que trafegam em sites parceiros do Google. Diferentemente da Rede de Pesquisa, esse tipo de anúncio não aparece nos resultados da pesquisa do Google, mais em sites  que exibem anúncios dele.

O Google revela que são mais de um milhão de sites, blogs, portais, vídeos e aplicativo que exibem seus anúncios publicitários.  São anúncios que dão maior visibilidade para o seu negócio frente ao seu público-alvo.

Google Shopping:

Este ferramenta serve para a publicidade de seu e-commerce, uma vez que ele é um grande comparador de preços. Os seus produtos serão enviados para o Google Shopping e, através do Merchant, são impulsionados para aparecerem com destaque na rede de pesquisa do Google (aqueles produtos que aparecem no topo da barra lateral nos resultados de pesquisa).

Saiba como fazer campanhas de links patrocinados eficientes para a geração de Leads qualificados.

links-patrocinados-geracao-de-leads-com-o-google-adwords

Os Links patrocinados são uma das formas mais atraentes para quem deseja utilizar a internet para a divulgação de seus produtos ou serviços. A ferramenta do Google AdWords, vem possibilitando que lojistas com conhecimentos intermediários tirem grande proveito e aumentem a geração de Leads e a venda de seus produtos. Tendo em vista que os consumidores tendem a fazerem uma busca no Google quando desejam achar determinados produtos ou, simplesmente buscar informação para suprir determinada necessidade, faz do Google uma ferramenta poderosa no marketing digital. Aparecer quando seu público-alvo está buscando produtos que sua empresa fornece, faz com que a probabilidade de conversão seja bem maior.

As ferramentas para anúncios do Google são atraentes no momento em que seu gerenciamento de anúncios, o Google AdWords, é de fácil utilização para qualquer um empreendedor que deseja divulgar seus produtos. Um cadastro, criação das campanhas e anúncios e a publicação são bastante acessíveis e autoexplicativos. Porém, é por essa facilidade que presenciamos empreendedores muito frustrados com os seus resultados, por que acabam fazendo determinados investimentos e não obtêm o retorno esperado. Muitos deles começam as campanhas sem ao menos fazerem um planejamento. Definindo seus objetivos e estratégias a serem seguidos no momento da criação dos anúncios nos links patrocinados.

As campanhas pagas no Google devem ser levadas como um canal para a atração de tráfego qualificado para seu site, pois apenas utilizando o Google AdWods não é o suficiente para a conversão em vendas. Depois que atraímos os Leads, devemos Nutri-los, Qualifica-los, fazer Remarketing, Vandas Inbound, dentre outros. Sempre com o objetivo no fechamento de novos negócios para sua empresa.

Neste artigo, iremos dar dicas para de ajudar na criação de campanhas nos links patrocinados para a geração de Leads na Rede de Pesquisa do Google. Segue abaixo:

1 – Realize uma Pesquisa de Mercado:

Consiga o máximo possível de dados relevantes sobre o seu mercado de atuação para poder entender o comportamento de seu público-alvo. Esses dados são de extrema importância na hora de seu planejamento estratégico.

2 – Defina a sua Estratégia:

O sucesso de suas campanhas de links patrocinado vai depender do alinhamento entre as suas estratégias de seu negócio e seu público-alvo, sempre levando em conta o seu objetivo. Defina as métricas, meta, objetivos, dentre outros.

3 – Palavras-chave:

No momento em que você conhece o processo de compra de seu público-alvo, ficará fácil saber quais termos (palavras-chave) ele utilizar para a busca de informações ou produtos.

4 – Foque na Experiência do Usuário:

Proporcione uma boa experiência para o usuário para ele continuar a trajetória até a conversão.

5 – Acompanhe suas Conversões:

O acompanhamento de suas vendas é um elemento importante em sua gestão de links patrocinados. Isso vai possibilitar a análise de seu desempenho e trará insights para novas campanhas.

Mesmo sendo fácil acesso o Google AdWords e fazer campanhas e publicar, além de se impressionar com o aumento rápido de tráfego em seu site, isso não significa que você terá retornos em Leads e vendas. Um planejamento detalhado e um acompanhamento atento farão grande diferença no sucesso de sua gestão de links patrocinados.