• Home
  • /
  • Produção de conteúdo: o que publicar no blog e nas redes sociais?

Produção de conteúdo: o que publicar no blog e nas redes sociais?

A produção de conteúdo é uma parte decisiva para o sucesso de uma marca na web. É uma forma de criar cada vez mais motivos para atrair a atenção do seu público-alvo e causar nele um impacto positivo. Assim, em troca, você consegue clientes fiéis.

Um dos principais benefícios de trabalhar dessa maneira é ter acesso a uma boa seleção de formatos que podem ser aproveitados. Tanto em um blog quanto nas redes sociais, você pode criar tipos de material diferentes para alavancar os seus resultados.

Tamanha variedade, contudo, também se mostra um desafio. Você precisa saber como escolher os melhores conteúdos para as necessidades da sua estratégia e, assim, maximizar o seu potencial de retorno.

Para ajudar com isto, neste post veremos alguns formatos que você pode usar em sua produção de conteúdo!

Os principais formatos de produção de conteúdo para a web

Educativos

Sabemos que a internet é uma grande fonte de conhecimento, e a sua marca pode aproveitar a produção de conteúdo para atrair atenção dessa forma.

Usando o seu blog ou as redes sociais, publique posts cujo intuito seja educar a audiência sobre determinado assunto. Leve em conta, por exemplo, o que é importante que essas pessoas saibam ao interagir com sua empresa e seus produtos, de maneira que passem a se sentir mais próximas da marca.

Tutoriais

Que tal ensinar o seu público a realizar alguma atividade? Cada vez mais gente usa o Google para buscar tutoriais, então, pode ser bastante vantajoso para a sua visibilidade ter uma produção de conteúdo voltada a esse tipo de material.

Nesse caso, considere o perfil de audiência que você está tentando atingir e quais são as principais necessidades dela. Lembre-se também de elaborar tutoriais com linguagem simples e objetiva, que gere identificação junto aos leitores, para aumentar suas chances de sucesso.

Infográficos

Às vezes, uma informação fica muito mais fácil de se entender quando disposta em formato de infográfico do que de texto.

Dados estatísticos, gráficos de tendências, análises de segmentos, entre outros, são apenas alguns caminhos que você pode seguir ao usar infográficos em sua produção de conteúdo. Seja como for, conte com um design capaz de cativar seu público e tornar a transmissão de conhecimento mais eficaz.

Perguntas frequentes

Você recebe muitas dúvidas do público referentes ao seu negócio ou área de atuação? Que tal entregar informações de qualidade à sua audiência ao incluir um conteúdo de perguntas frequentes?

Basta selecionar um número adequado de questões que são muito enviadas e formatar o seu post respondendo a todas elas. Use um título atrativo, que consiga chamar a atenção de quem deseja saber mais sobre os temas respondidos.

Como planejar essa produção de conteúdo

Essas sugestões são ótimas para potencializar a sua produção de conteúdo e ajudar a sua empresa a alcançar resultados cada vez melhores. No entanto, se você quer ir além disso e atuar de forma altamente estratégica, precisa se basear no modelo do funil de vendas e planejar diferentes tipos de material para cada estágio de consideração do seu cliente.

É nesse momento em que devem ser considerados conteúdos como e-books, webinars, ferramentas e testes do seu produto, por exemplo. Esses formatos oferecem um aprofundamento maior, e ajudam a qualificar ainda mais o público impactado ao direcioná-lo até o ponto em que decide comprar de você.

Enfim, depois de todas essas dicas, está na hora de dar início ao seu planejamento!

Considere as particularidades do perfil do seu público-alvo e comece a experimentar diferentes formatos em sua produção de conteúdo. Então, analise os resultados para perceber de que formas a audiência está reagindo a eles e siga aprimorando a sua abordagem cada vez mais.

Gostou do post? Quais tipos de conteúdo você pretende usar primeiro em sua estratégia? Deixe-nos o seu comentário!

Atender bem é um diferencial para as empresas, independente do segmento. Além de garantir uma maior satisfação para os clientes, o bom atendimento ajuda a fazer com que eles voltem. Portanto, é bem valioso contar com soluções que auxiliem nisso, como um chat no site.

Essas ferramentas se popularizaram como reflexo da correria do dia a dia que atinge a maioria das pessoas. O cliente que se interessa por um serviço precisa de um meio prático para interagir com o time de vendas naquele exato momento, para não perder o interesse.

Inclusive, hoje, grande parte do público prefere efetuar suas compras online ou fazer pesquisas de preços de maneira virtual pela agilidade e rapidez que esse meio oferece. Assim, os chats online se tornaram responsáveis por atender clientes que visitam seu site de forma rápida.

Por que adotar o chat no site em sua empresa?

Caso um possível cliente tenha alguma dúvida em relação ao seu serviço ou produto, o chat no site oferece o benefício de contato instantâneo, aumentando as chances de converter o interesse em venda.

Uma empresa que facilita a troca de mensagem online por meio de chats sai na frente. Seja usando o computador, tablet ou celular, o usuário quer sempre praticidade. Pensando nisso, vamos te mostrar as principais vantagens de ter um chat no site:

Agilidade

Em tempos de alta concorrência, você precisa de mecanismos que possibilitem aos seus potenciais clientes ter contato com a sua empresa de forma fácil e rápida. 

Com isso, as chances do possível cliente abandonar a compra por dúvidas ou falta de informações é bem menor possuindo um chat rápido e eficiente. Basta um clique para começar a falar com um atendente!

Maior Satisfação

Um público feliz sempre volta e gasta mais. Você deve sempre ter entre os seus objetivos o aumento da satisfação do seu público e o chat no site pode ajudar bastante neste desafio.

Além de potencializar vendas, o bom atendimento faz com que os clientes recomendem a sua empresa e produtos para os outras pessoas ajudando o no posicionamento do seu site para as pesquisas do Google.

Economia

Estruturar um setor de atendimento tradicional é algo que custa muito dinheiro, principalmente se você tentar conter uma grande demanda de público. Isso pode se tornar um grande gargalo de gastos para o seu negócio.

O chat é uma ótima alternativa, já que trata-se de um sistema capaz de processar diversos contatos com rapidez, aliviando a demanda do setor e evitando custos no setor de atendimento.

Histórico acessível

Um dos principais motivos que levam as companhias a disponibilizarem canais online para seus clientes é a facilidade de registro e acesso às informações transmitidas pelo chat.

As últimas informações dos atendimentos ficam salvas, facilitando as próximas conversas. A finalidade é que nunca faltem informações. Além disso, a sua equipe de atendimento pode detectar oportunidades valiosas de vendas a partir das interações anteriores.

Concorrência

Provavelmente seus concorrentes já a utilizam e estão aproveitando os benefícios de um chat no site pois, essa tecnologia já está em diversos segmentos há algum tempo. 

Então, para que a sua empresa não seja ultrapassada, mesmo sendo tradicional, ela precisa se fazer presente e contar com as melhores ferramentas que existem no mercado.

Personalizável

Um chat no site pode ser configurado para se encaixar perfeitamente à identidade da sua marca. O resultado não será um sistema robótico e sem personalidade. Pelo contrário, você pode customizar diversas características para adaptá-lo ao seu layout e à experiência que sua marca quer oferecer.

Inclusive, a aparência de um sistema de mensagens instantâneas ajuda a transmitir a ideia de velocidade e modernidade. O indicador de online, por exemplo, traz a garantia de que há um atendente à disposição para resolver todas as dúvidas do cliente, possibilitando até um atendimento 24 horas por dia se bem organizado.

Alcance

Os canais tradicionais de atendimento, como o telefone e a visita pessoal, têm um alcance bastante limitado. Em geral, somente pessoas de determinado raio de proximidade conseguem ter acesso a ele, restringindo muito o volume de clientes em potencial.

Ao contar com um chat no site, porém, esse alcance se multiplica e passa a valer para o mundo todo. Afinal, oferecerá a mesma velocidade e praticidade para quem está próximo e distante. Se a sua empresa pode trazer serviços em escala global, trata-se de um ótimo meio de potencializar isso.

Métricas

A melhor forma de se manter em um caminho de sucesso é acompanhando os seus resultados e aprendendo com eles. Um dos benefícios de ter um chat no site é que, em geral, os aplicativos que servem de motor a esses sistemas possuem maneiras de mensurar métricas relacionadas aos seus atendimentos.

Dessa forma, é possível detectar tendências positivas (e negativas) a respeito da sua atuação e encontrar formas de melhorar cada vez mais. Basta ficar de olho nos números e compará-los com indicadores anteriores.

É importante estar atento ao fato de que simplesmente ter o chat no site não resolve todos os problemas. É crucial ter alguém responsável e preparado para dar todo o suporte ao cliente, de forma educada, rápida e que solucione o problema dele ou é melhor buscar outras formas de atendimento.  Além disso, o time precisa ser capaz de resolver diretamente a maioria dos problemas, sem precisar agir como intermediário, o que tornaria o processo mais lento.

Para contar com essa experiência em seu site você precisa conhecer o aplicativo JivoChat. Além de ser muito fácil e ser acessível para Windows, Mac, aplicativo no celular ou pelo navegador de Internet, ele tem um design muito fácil, intuitivo e divertido. 

Aqui na R8 utilizamos o JivoChat e falamos com propriedade que melhora e muito nossa relação de proximidade com os clientes. 

Saiba mais por aqui!

Montar um e-commerce é um projeto de várias etapas e que precisa ser bem cronometrado, porque além de bastante planejamento, requer ação e acompanhamento. Antes da criação de loja virtual, é preciso analisar minuciosamente a concorrência para traçar o planejamento estratégico, de logística e desenvolvimento da loja, além das estratégias de marketing digital.

Se você está prestes a montar a sua loja, saiba que precisará seguir todos os passos, conforme definimos neste artigo. Quer obter êxito nessa nova empreitada? Então leia-o até o final!

Escolha o nicho de mercado e planeje-se

O nicho de mercado é a primeira decisão a ser tomada. A partir dessa delimitação, será possível definir quais serão os produtos, sua persona, seu público-alvo, como a sua empresa vai se comunicar e se relacionar com os seus clientes e vários outros aspectos.

Essa escolha é essencial para que seja possível planejar toda a condução do negócio, inclusive para analisar a concorrência.

Faça um cronograma

Ele é essencial para ter o controle do lançamento em mãos e para ter certeza de que nada faltará na loja. Na elaboração desse documento, determine quais serão as ferramentas e toda e qualquer necessidade, possibilidade de imprevistos e etapas a serem seguidas para a criação de loja virtual.

Mais do que ter esse documento, é essencial mantê-lo atualizado, para que ele sirva para vigiar o cumprimento de prazos e etapas.

Programe o investimento

É importante planejar o quanto será gasto pela expectativa de recuperar esse valor. Sendo assim, faça um estudo de mercado para que seja possível contar com uma boa programação.

Lembre-se de que, nesse primeiro momento, é preciso economizar ao máximo. Sendo assim, opte por fornecedores que tenham um preço justo, mas que sejam eficazes para que seja possível recuperar o investimento o quanto antes. Evite custos desnecessários e demandas supérfluas.

Contrate uma plataforma eficiente

Por mais que alguns empreendedores afirmem que não seja necessário, é essencial ter o seu site. Essa é uma das características que ajuda a manter a autoridade da sua marca e credibilidade, atraindo mais clientes.

Por isso, escolha uma plataforma eficiente, que seja amigável aos robôs de busca, proporcione melhor desempenho em SEO e:

  • tenha layout intuitivo;
  • tenha responsividade;
  • seja customizável ao seu negócio;
  • seja auditada e garanta segurança nas transações.

Programe a logística e a política de trocas

É essencial planejar a logística de compra e manutenção do estoque. Pense em tudo o que será preciso para garantir controle e organização dos produtos. Além disso, elabore a política de trocas que favoreça o seu cliente sem prejudicar a empresa. Leve em consideração o custo das trocas e o processo a ser seguido. Lembre-se de que essa política poderá ser decisiva na hora em que o cliente for escolher onde comprar.

Faça um plano de marketing

Você deve saber que o marketing digital mudou muito recentemente. Sendo assim, comece a elaborar um planejamento para que o seu público passe a fazer um bom reconhecimento da sua marca — que consiste em elaborar estratégias de marketing de conteúdo e inbound marketing e otimizações de conversão, aliadas às análises sobre os seus dados de tráfego.

Sem um plano de marketing e sem executar ações para ampliar ao máximo o alcance de possíveis clientes, não será possível e atraí-los para o seu negócio. Além disso, será mais difícil ter bons resultados e você vai demorar mais tempo para recuperar o valor investido inicialmente.

Por fim, precisamos reforçar que é necessário cuidar de todos os atributos para que a sua loja venda bem, como a segurança, uma favorável política de troca, um site simples de navegar e a variedade de produtos. No entanto, todos esses diferenciais precisam ser de conhecimento dos clientes para que se obtenha os melhores resultados possíveis.

Sabemos que o melhor jeito para isso é um planejamento de marketing digital estruturado. Sendo assim, conte com uma agência de marketing especializada na construção de sites e na manutenção das suas estratégias digitais. Entre em contato conosco para a criação da sua loja virtual e para cuidarmos das suas estratégias digitais!

Desde os primórdios da internet, o Google se tornou uma gigante. E também referência quando buscamos algum produto ou serviço online. Já está no consenso popular que os resultados que são apresentados na primeira página do mecanismo de busca são os mais confiáveis e certeiros. Por isso sua loja ou empresa tem que estar entre os primeiros.

Como é feita a indexação?

O Google conta com robôs de rastreamento, os Googlebots, que utilizam algoritmos avançados para buscar, nas infinitas páginas da web, alterações em sites existentes, links inativos, novos domínios etc. E, de acordo com diversas variáveis, a plataforma rankeia seu site, podendo ou não estar entre os primeiros das páginas indexadas.

Até pouco tempo atrás essa indexação funcionava especialmente em sites para desktop. Porém, o mundo mudou! Agora a maioria das pesquisas realizadas no Google, algo em torno de 77%, já são feitas de aparelhos móveis (ou mobile): smartphones e tablets. E junto com essa nova era, o buscador está se atualizando também.

A nova indexação mobile do Google

Por isso, o Google criou o Mobile-First Indexing que, em poucas palavras, é uma forma de indexação que valoriza os sites preparados para o mobile.

– O que isso significa na prática?

Que o buscador agora dá preferência para sites com versão móvel, eles saem à frente. E as versões desktop são consideradas secundárias.

O impacto do Mobile-First Indexing no seu site

O Mobile-First Indexing promete mexer com o posicionamento dos sites nos rankings do Google. Mas calma, não virou bagunça! Como qualquer alteração aplicada pelo Google, essa será parcial e dá tempo de você se organizar e entrar nessa nova onda.

Se o seu site já conta com uma versão mobile e está bem estruturado e com o SEO em dia, não se preocupe: Você mal vai notar a diferença! Agora, se você ainda não se atualizou você pode notar algumas alterações como diminuição do tráfego e queda no ranqueamento.

Como preparar seu site para a nova indexação

Está claro que para continuar no (e extrair o melhor do) mercado digital, você deve oferecer uma experiência mobile para seus clientes. Veja algumas dicas de como proceder para não ser deixado para trás:

Atenção: dar prioridade ao site mobile não significa descuidar da versão desktop.

– Tenha um site responsivo

O que é um site responsivo? Simples, é um site que se adapta à diversos formatos e tamanhos de tela. Dessa forma, seu site será considerado, pelo menos, como mobile-friendly.

– Use AMPs

Accelerated Mobile Pages (AMP) são, em tradução livre, páginas móveis aceleradas. Elas diminuem o tempo de carregamento do seu site e com isso diminuem as taxas de rejeição e aumentam a duração das sessões dos usuários no seu site.

– Aposte no mesmo conteúdo

Não, não é para ficar postando sobre a mesma coisa o tempo todo. A dica aqui é a seguinte: sempre atualize, de forma igual, o site mobile e o desktop. Dessa forma, há maiores chances de ranqueamento, pois não há perda de conteúdo.

– Converse com profissionais

Às vezes, uma ajudinha profissional é tudo o que precisamos para impulsionar o nosso negócio. Por isso, agências digitais são ótimas parceiras para auxiliar no ranqueamento do seu site.

Precisa de ajuda? Conte com a gente.

O call to action (CTA) é uma ferramenta para otimizar as conversões do site. São todos os botões ou links nas páginas que indicam ao cliente uma ação. Ou seja, os botões “comprar”, “assinar agora” e os links em conteúdos que direcionam o leitor a uma outra página podem ser considerados tipos de CTA.

Quer conhecer os tipos de call to action e como aplicá-los da melhor forma possível? Então continue a leitura, porque este artigo foi feito para você!

Quais são os tipos de call to action?

Temos alguns tipos de CTA. Abaixo, vamos citar exemplos para que você tenha mais confiança na hora de escolher o melhor para a sua página.

1. CTAs sem compromisso

A maioria dos leads que acessarem seu site não vão converter no primeiro acesso. Outro ponto importante, é que eles também estão acessando os sites da concorrência, dependendo do seu estágio do funil. Ademais, não necessariamente, precisam do seu produto.

Cabe a você a tarefa de convencê-los sobre o quanto seu produto ou serviço é útil. Calls to action sem compromisso, oferecendo testes grátis, são uma excelente opção. Assim, o lead se sente mais seguro para a tomada de decisão e você consegue capturar dados para a nutrição.

2. Call to action de pop-ups de saída

Os blogs têm uma alta taxa de rejeição naturalmente. Isso acontece porque a maioria das pessoas que encontram o seu conteúdo organicamente, não conhece sua empresa e não sabe qual é seu produto. Consomem o conteúdo e saem sem realizar alguma interação.

Por isso, os CTA’s de pop-ups de saída são uma boa opção. Eles capturam leads que estão saindo do seu site. Ao direcionar o mouse para o fechamento da tela, surge um mini formulário convidando o lead a realizar alguma ação. Geralmente, assinar a newsletter do blog ou solicitação de novas informações.

3. CTA de cabeçalho persistente

São os calls to action que ficam estáticos no cabeçalho do teste. Ele é bem útil porque pode ser configurado para que apareça em páginas específicas e é uma oportunidade permanente de conversão.

Um exemplo de comportamento que favorece a utilização desse CTA é o fato de os leads lerem o conteúdo e, certamente, rolar a página para o topo. Então, pode ser que eles nem leiam a chamada para a ação que está no fim do conteúdo.

Como saber qual é o melhor CTA para o meu site?

Os recursos das ferramentas de acompanhamento já são bem avançados. É possível configurar testes AB pelo Google Analytcs, por exemplo. O teste permite que você tenha páginas iguais, mas que possuem dois tipos de CTA’s diferentes. Vale também usar um call to action igual e mudar o texto do botão.

Dessa forma, a própria ferramenta de análise, após o período previamente estipulado, mostra o resultado vencedor. Faça testes constantes no seu site para melhorar suas conversões.

Como acertar a melhor forma de usar o call to action?

Separamos algumas dicas para você não errar na hora de criar o CTA. Vamos lá?

Use botões

Ou algo que identifique que aquilo é uma ação. Sejam imagens, sejam links. Deixe claro para o leitor que, ao clicar ali, ele vai gerar uma ação.

Seja específico

No link, especifique o que você quer que o cliente faça. Evite termos como “clique aqui”, quando você vai direcionar o cliente para um formulário. Seja claro e honesto. Um exemplo seria: “preencha o formulário de solicitação”.

Utilize chamadas de impacto

Números indicando o seu possível resultado, por exemplo, chamam bastante a atenção do leitor. Convença o lead a clicar no call to action de uma forma objetiva.

Use setas

Use setas como indicativo de ação. É essencial escolher a melhor localização para o CTA. Mas, o uso de setas ajuda a tornar o call to action mais chamativo e indicativo de ação. O lead procura inconscientemente por um novo passo. Então, indique a ele!

Há várias formas de você induzir o seu leitor a interagir com o seu conteúdo. Basta identificar qual seria a mais indicada em cada situação!

Quer ajuda para montar um call to action de impacto para resultados significativos? É só entrar em contato conosco!

Você conhece o marketing de defensores? Ele oferece meios bastante eficazes para turbinar a visibilidade da sua marca e atingir cada vez mais público, com um excelente custo-benefício.

Um defensor, basicamente, é aquele cliente satisfeito o suficiente com a marca a ponto de recomendá-la para outras pessoas, de forma espontânea. Ele tem alta identificação com seu posicionamento, por isso, buscará espalhar as vantagens de seus produtos para todos que conhecer. Em tempos de redes sociais, inclusive, esse poder é bastante vasto.

Assim, focando seu marketing nessas pessoas, você contará com um fluxo contínuo de novos fãs da sua marca. Não será necessário investir pesado em canais de marketing robustos, porque seus defensores farão um ótimo trabalho de divulgação.

Além disso, essa atuação fará muito bem para a credibilidade da sua empresa. Afinal, as pessoas tendem a confiar muito mais nas recomendações dos outros do que em peças publicitárias.

Então, quer saber como aproveitar todo o potencial do marketing de defensores? É o que veremos neste post! Continue lendo e confira algumas dicas:

Defina quais são seus objetivos

O marketing de defensores é mesmo uma ferramenta bastante poderosa, mas você precisa ter ideia do que deseja conquistar ao usá-la. Senão, corre o risco de trabalhar sem rumo e pode prejudicar a atuação da sua marca.

Nesse sentido, faça questão de ter uma meta mensurável — ou seja, que tenha um indicador que possa ser acompanhado para comprovar o seu sucesso. Por exemplo, se você quer conquistar mais defensores para promover determinado produto, trate de medir as vendas ou as recomendações que ele conquista.

Conheça o seu perfil de público-alvo

Para começar a captar defensores, é necessário saber, antes, quem serão essas pessoas. Então, tenha em mente qual é o perfil de audiência que será impactada pela sua estratégia: a faixa etária, o sexo, a região em que mora, os interesses e outras características que sejam relevantes para o seu caso.

Cada decisão tomada em sua campanha deverá ter em mente essa fatia de público que você deseja transformar em defensores e gerar identificação nele. A partir daí, será possível desenvolver uma estratégia segmentada.

Escolha os canais certos

Uma das vantagens do marketing moderno é que você tem à sua disposição uma grande variedade de canais para aproveitar, tanto no meio on-line como no off-line. Atuar no canal errado, contudo, pode ser bastante desastroso para os seus resultados, já que você estará gastando esforços em meios que seu público não consome.

Certifique-se de apostar nos canais adequados ao ficar de olho no nível de interações obtido. Assim, levando em conta o perfil e os hábitos do público que você deseja transformar em defensor, elabore ações voltadas a eles nos meios que eles costumam utilizar.

Crie um processo escalável

A sua estratégia de marketing de defensores tem que estar preparada para o seu eventual sucesso. Ela precisa ser capaz de gerar bons resultados tanto no início quanto durante a sua ação, quando você já estiver com um grande volume de público. Caso contrário, todo o seu trabalho inicial terá de ser refeito.

Em outras palavras, elabore planos consistentes, evite que as suas ações deixem de ser eficazes tão perto da linha de chegada.

Melhore a partir dos feedbacks

Para que a sua estratégia de marketing de defensores sempre possa trazer bons retornos à sua empresa, é essencial que você ouça o seu público.

Faça análises constantes do que está sendo dito a respeito da sua marca e produtos, além de mensurar a satisfação de seus clientes a todo momento. Aprenda com os feedbacks recebidos e sempre implemente mudanças focadas em aprimorar sua atuação.

Enfim, o marketing de defensores é uma tendência que permanece forte em todos os segmentos. Então, siga as dicas acima para garantir a melhor abordagem e mantenha a sua campanha em plena evolução!

Com uma estratégia eficaz, será possível conquistar fãs para a sua empresa que conseguirão atrair mais público ao mesmo tempo em que fortalecem a imagem da sua marca.

Agora, se gostou deste post, que tal ficar por dentro de mais novidades por e-mail? Basta assinar a nossa newsletter!

Um dos principais benefícios de contratar uma agência de marketing digital para a sua empresa está em ganhar acesso a um time completo de especialistas. Esses profissionais serão capazes de oferecer as abordagens certas para as suas necessidades a partir dos conhecimentos e da vivência que têm.

Ao conhecer melhor esses profissionais, ficará muito mais claro o quanto uma agência de marketing digital pode ser o caminho correto para a sua empresa atingir os seus objetivos. Cada um tem uma função específica e a combinação de todos cria um conjunto imbatível cujo intuito é trazer resultados de qualidade para você.

Veja a seguir os 6 principais profissionais da sua agência de marketing digital que você precisa considerar:

1. Atendimento

O profissional de atendimento é o seu principal ponto de contato em uma agência de marketing digital. É aquela pessoa que apontará os serviços de que você precisa, conseguirá tirar as suas dúvidas e oferecerá atualizações de status dos seus projetos. Trata-se de alguém que tem uma relação próxima com os clientes, então conte com eles para ajudarem no que for necessário.

2. Planejamento

Quem atua com planejamento em uma agência de marketing digital tem a função de considerar os seus objetivos e as ferramentas à disposição para elaborar as melhores campanhas focadas nesses fins. São profissionais com senso apurado de estratégia, um radar constantemente ligado em inovação e a capacidade de combinar diferentes elementos para produzir um resultado satisfatório.

3. Conteúdo

Não se conduz uma estratégia de marketing sem uma equipe para criar conteúdo, o que pode ser desde posts em blogs até roteiros para vídeos. Esses profissionais não só têm apurado conhecimento a respeito dos mais variados tipos de escrita como também sabem como adaptar o discurso para cada objetivo diferente da marca.

4. Design

Um designer é essencial para conduzir a estratégia visual da sua campanha em uma agência de marketing digital. É por meio dessa pessoa que você contará com um projeto que se encaixa à identidade da sua marca e consegue se aproximar do público certo com excelência ao mesmo tempo em que mantém consistência. Tal profissional é capaz de adaptar esse estilo para diversos canais diferentes.

5. Mídia

A promoção de conteúdo é um elemento essencial em qualquer estratégia conduzida por uma agência de marketing digital. Esse é o papel do profissional de mídia, que entende o peso de cada canal e o quanto vale investir em cada um deles. Além disso, são capazes de acompanhar suas campanhas em tempo real e tomar decisões estratégicas conforme necessário.

6. Diretoria

A diretoria de uma agência de marketing digital pode não ter o mesmo nível de contato diário com você do que o restante da equipe. No entanto, essa figura de liderança serve como verdadeira representante da identidade da empresa. É preciso que exista um alinhamento de ideias entre vocês para que a condução dos projetos seja satisfatória.

Contar com as pessoas certas pensando a favor da sua marca é algo essencial para atuar de maneira competitiva em qualquer mercado. Considere a contratação de uma agência de marketing digital para acessar os benefícios trazidos por esses profissionais e sempre ter as melhores estratégias para fortalecer a sua empresa e serviços.

O que achou de todo o potencial que uma agência de marketing digital pode trazer para a sua empresa? Conte com profissionais como esse a seu serviço. Entre em contato conosco!

Você sabe quais métricas de marketing acompanhar para se certificar do sucesso das suas ações? Uma das principais vantagens de trabalhar com o meio digital é poder acessar indicadores altamente precisos em tempo real a respeito da performance da sua empresa.

No entanto, tamanho potencial traz um desafio: você precisa saber quais considerar e o que eles significam para a sua estratégia. Afinal, decisões estratégicas devem partir dos diagnósticos trazidos por essas métricas.

Trabalhar no escuro não é produtivo para ninguém. Você e sua equipe têm que estar por dentro da saúde dos seus números para antecipar problemas e sempre contar com meios para sair na frente dos concorrentes.

Veja a seguir as métricas de marketing mais estratégicas que você precisa acompanhar mensalmente:

Ticket médio

Todo tipo de empresa deve ter ideia do gasto médio que um cliente tem ao interagir com ela. O ticket médio ajuda a definir a saúde das suas finanças, já que traduz se o seu público está gastando muito ou pouco com os seus produtos.

Um ticket médio baixo mostra que você até está conseguindo vender, mas não o suficiente. Portanto, é válido manter uma meta mais alta para que os esforços relacionados a vendas possam se pagar.

Taxa de conversão

Para saber se as suas campanhas de marketing estão direcionando tráfego e essas pessoas estão comprando seus produtos, é necessário analisar a taxa de conversão. É um método altamente preciso para avaliar a eficácia das suas decisões.

Para manter a sua taxa de conversão alta, você tem que conhecer muito bem o perfil do seu público-alvo para implementar uma estratégia capaz de convencê-lo do valor da sua oferta. Que tal segmentar o seu anúncio para grupos distintos de pessoas ou apostar em formatos diferentes de conteúdo?

Visitas

Analisar o número de visitas do seu site não tem o mesmo peso que olhar para o ticket médio ou para a taxa de conversão. No entanto, pode oferecer um registro estratégico da quantidade de audiência que seu conteúdo está conseguindo atrair.

Acompanhar o número dessa base é essencial para saber como anda o alcance das suas ofertas. Se o seu site recebe poucas visitas, menos pessoas ainda poderão se converter em clientes.

Tempo gasto no site

Além de considerar o número de visitas, você também precisa ter ideia de quanto tempo os seus visitantes estão passando no seu site. Se são passadas rápidas, dificilmente serão impactados pelas suas ofertas.

O tempo gasto ideal dependerá dos objetivos do seu site. Você quer direcionar seu público para determinada oferta? Ou fazer com que ele acesse o máximo de conteúdo possível? Seja o que for, trata-se de uma das métricas de marketing que devem ser monitoradas.

MRR

Se a sua empresa vende assinaturas, uma das métricas de marketing que você precisa monitorar se refere aos seus ganhos recorrentes a partir delas. Chamado de MRR (ou monthly recurring revenue), esse indicador ajuda você a entender como estarão suas finanças em médio prazo.

De uma forma semelhante ao ticket médio, o MRR deve inspirar estratégias focadas em aumentar essa métrica, porque contribui diretamente para o sucesso da sua empresa. Aqui, o foco é em agregar valor à assinatura e aos benefícios que seus clientes aproveitarão.

Tendo em mente a importância de cada uma dessas métricas de marketing, você pode começar a estruturar uma estratégia voltada para a análise dos dados corretos. Lembre-se de definir os seus objetivos para que seja possível medir os indicadores relacionados e comprovar o sucesso das suas decisões.

Quer ficar por dentro de mais dicas estratégicas como essas? Siga os nossos perfis nas redes sociais: estamos no Facebook, Instagram, Google+ e LinkedIn!

A tecnologia é uma das principais aliadas do marketing, sendo capaz de impulsionar a visibilidade de todo tipo de negócio com o uso das iniciativas certas. O geomarketing é um exemplo disso, já que utiliza o recurso de localização do GPS de smartphones para entregar seu conteúdo para um público muito mais relevante.

O geomarketing consiste em ativar campanhas focadas em impactar uma audiência baseando-se no local dela. É um método de segmentação que pode trazer muito mais clientes para você, já que estão no lugar certo para aproveitar as suas ofertas.

Como qualquer outro tipo de ação de marketing, o geomarketing requer um bom planejamento da sua parte. É necessário levar em consideração quais são os locais mais estratégicos para os seus objetivos e o perfil do seu público-alvo.

Confira a seguir todos os pontos que você precisa considerar ao implementar uma campanha de geomarketing:

Segmentação estratégica

Fazer com que o seu anúncio apareça apenas para as pessoas certas é o grande desafio de todas as campanhas da atualidade. Ao trabalhar com geomarketing, você passa a ser capaz de mostrar o seu conteúdo para quem está nas imediações do seu estabelecimento ou mora no bairro certo.

Essa é uma parte importante do seu planejamento que não deve ser apressada. Considere o perfil do público que você está querendo atingir e quais critérios de localização são mais estratégicos para os seus objetivos. Depois, basta implementá-los em sua campanha de mídia.

Geotagging

A maioria das redes sociais permite que os usuários marquem o local do post. Trata-se de uma forma bastante simples de tornar o seu estabelecimento mais conhecido para os amigos dos seus frequentadores. Então certifique-se de estimular esse tipo de publicação.

Parte de uma estratégia de geomarketing também consiste em monitorar o conteúdo que é publicado no seu local. É válido interagir com essas pessoas para que elas se sintam apreciadas.

Google Meu Negócio

As pessoas se acostumaram a usar o smartphone para resolver pequenas dúvidas do dia a dia enquanto estão na rua. Deu fome? Logo conseguem achar um local para comer. Para garantir que o seu estabelecimento apareça nas buscas que têm a localização como principal critério, certifique-se de cadastrar a sua empresa no Google Meu Negócio.

O serviço permite registrar as suas informações para que sejam facilmente encontradas no Google em pesquisas por local. Você tem total controle sobre seus dados, portanto é simples realizar alterações quando necessário.

Dados ricos

O geomarketing possui mais uma vantagem em relação ao tradicional: ele oferece dados bastante estratégicos a respeito do seu público, que podem servir de base para decisões futuras. É possível entender melhor como a localização é decisiva para os seus negócios e adotar estratégias cada vez melhores.

Por exemplo: você pode perceber que pessoas de determinado bairro costumam se interessar mais pelos seus produtos do que as de outro. Tal diagnóstico pode ser decisivo no momento de decidir como distribuir os esforços das suas próximas campanhas.

Utilizar os recursos certos que estão à sua disposição é algo essencial para contar sempre com bons resultados em suas estratégias. O geomarketing é um exemplo de como aproveitar uma informação altamente importante, a localização, para impactar pessoas muito mais relevantes para os seus objetivos. Adote o quanto antes essa iniciativa e comece a obter retornos cada vez melhores.

O geomarketing também é essencial para o desenvolvimento de uma campanha de marketing regional. Saiba mais sobre isso neste artigo do blog!

Você provavelmente já sabe o que é SEO e quais são os motivos para contar com uma estratégia robusta desse tipo. É a forma ideal de aumentar sua visibilidade ao ter seu conteúdo em posições melhores no Google. No entanto, existe a possibilidade de ir além desse conceito para obter resultados ainda superiores. Você já ouviu falar em SEO Local?

Trata-se de uma forma bastante eficaz de atrair um público altamente qualificado para o seu negócio. O foco do SEO Local está em considerar a localização do usuário ao otimizar o conteúdo. Por exemplo, significa exibir o site de um restaurante para quem busca por locais para comer em determinada região.

Ele é o resultado de uma preocupação dos portais de pesquisa em oferecer sugestões cada vez mais relevantes para os seus usuários. Levar em conta a localização é mais um passo em direção a esse fim, já que é uma informação que pode mudar completamente os retornos obtidos.

Quer aproveitar todo o potencial do SEO Local para sua empresa? Então veja a seguir todas as ações que você precisa implementar para trabalhar com essa ideia!

Foco no NET local

A sigla NET significa nome, endereço e telefone. Serve para salientar a importância de destacar essas informações em todas as suas páginas, para que seu conteúdo seja adequadamente indexado e nenhum usuário fique em dúvida sobre como contatar o seu negócio. Tome muito cuidado para que esses dados não fiquem desatualizados ou sejam inconsistentes, já que esses problemas podem comprometer suas vendas.

Presença no Google Meu Negócio

O maior buscador da atualidade possui uma estrutura voltada para donos de estabelecimentos cadastrarem suas informações, tornando mais fácil o processo de pesquisa dos internautas. Essa é a proposta do Google Meu Negócio, serviço gratuito que você deve utilizar se deseja fortalecer o seu SEO Local. Basta registrar os dados da sua empresa para que eles possam aparecer como sugestão em buscas relevantes.

Avaliações feitas no local

A opinião de outra pessoa tem um peso muito maior na decisão de alguém sobre determinado estabelecimento do que uma mensagem de marketing. Portanto, você tem muito a ganhar ao reservar um espaço para avaliações em seu site e estimular o envio desse tipo de feedback, usando sites como TripAdvisor, Foursquare, Google Maps, entre outros. Além disso, lembre-se de responder tanto críticas como elogios.

Implementações on page

Certas mudanças precisam ser feitas na estratégia de SEO do seu site para se tornar mais relevante para buscas com foco em localização. Comece realizando uma análise em todas as suas meta tags e certificando-se de que incluam alguma informação sobre o seu local, nem que seja o nome da cidade. Depois, faça o mesmo com o conteúdo das suas páginas.

Uma estratégia de SEO Local pode trazer inúmeras vantagens para a sua empresa, mas somente quando bem implementada. É por isso que você precisa ter a ajuda de quem entende do assunto, o que é o caso de uma agência de marketing digital. Traga uma equipe como essa para trabalhar a favor da sua campanha e aproveite resultados cada vez melhores.

E aí, que tal contar com a nossa ajuda? Você pode entrar em contato conosco por meio do site e saber ainda mais sobre a estratégia de SEO Local.