• Home
  • /
  • Sistema de gestão de estoque: vale a pena ter um no e-commerce?

Sistema de gestão de estoque: vale a pena ter um no e-commerce?

O sistema de gestão de estoque tem como principal finalidade automatizar o processo de entrada, saída e controle de mercadorias. Muitos empreendedores que atuam no universo virtual acreditam que, por não terem uma loja física, não precisam investir nesse sistema.

Contudo, o correto controle do estoque é uma das bases do sucesso de uma empresa e, portanto, deve fazer parte do planejamento de todas as organizações. Ainda tem dúvidas se vale a pena ter um sistema de gestão de estoque no seu e-commerce? Então continue lendo e descubra os benefícios de contar com um!

Satisfação e fidelização do cliente

Imagine a seguinte situação: um cliente precisa de seu produto para determinada data. Ele entra em seu site, encontra o produto, confere o prazo de entrega e constata que está dentro do que ele pode esperar. Sendo assim, conclui a compra.

Você recebe o pedido e na hora de prepará-lo para o envio percebe que a mercadoria está em falta. Essa situação, além de prejudicar e gerar uma grande insatisfação no cliente, ainda pode fazer com que ele nunca mais faça negócios com a empresa.

Isso porque, quando uma pessoa compra pela internet, ela espera receber em sua casa, no prazo determinado, o produto escolhido. Quando isso acontece: bingo! Cliente satisfeito!

Para que erros não ocorram, o estoque precisa ser atualizado constantemente, em tempo real. Por isso, o sistema se torna tão importante para um e-commerce.

Redução de erros

Assim como um cliente pode comprar um produto que não esteja disponível, um estoque sem controle permite também que outros erros aconteçam e prejudiquem a receita da empresa.

O mais comum deles ocorre quando há produtos em estoque, mas que não constam na planilha ou nas anotações da organização. Essa situação pode ocasionar inúmeros prejuízos, principalmente quando os produtos são perecíveis ou têm um curto prazo de validade.

Organização do e-commerce

Muitos empreendedores que têm um e-commerce trabalham sozinhos, ou com um número reduzido de pessoal. Sendo assim, o tempo é dividido entre todas as atividades administrativas da empresa, como o financeiro, marketing, vendas, estoque etc.

Para otimizar o escasso tempo, a melhor alternativa é automatizar os processos. Além de tornar o trabalho mais rápido, diminui os riscos de erro e mantém a empresa organizada.

Eficiência e economia a partir do sistema de gestão de estoque

O sistema de controle de estoque gera um custo adicional para a empresa, que ela não teria caso controlasse todos os produtos em um caderno ou em planilhas.

Entretanto, se a organização analisar todos os fatores positivos provenientes de contar com essa tecnologia, como o trabalho reduzido, redução de erros, clientes satisfeitos e empresa organizada, perceberá que o custo-benefício vale a pena.

Como vimos, contar com o auxílio de um sistema de gestão de estoque é fundamental para todas as empresas que buscam fidelizar e atender as necessidades dos clientes. Além disso, uma empresa organizada permite que os colaboradores direcionem os esforços para o que realmente é produtivo, aumentando as chances de sucesso.

E então, gostou do post sobre sistema de gestão de estoque? Se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto ou gostaria de contar com a ajuda de uma empresa especializada em e-commerce para alavancar o seu negócio, entre em contato com a Agência R8, especialista em desenvolvimentos de sites, e-commerce, hospedagens, SEO, adwords, marketing digital e muito mais!

Já ouviu falar em diagnóstico empresarial? Ele nada mais é do que uma análise de diversos aspectos que podem influenciar o desempenho das marcas.

Os diagnósticos permitem que você descubra o que tem feito de certo e de errado. Ajudam a criar planejamentos estratégicos melhores e a fortalecer processos importantes, do controle financeiro à gestão de pessoas.

Descubra melhor como o diagnóstico empresarial funciona e entenda por que é importante identificar um parceiro para guiar você ao longo do processo!

Quais são os pilares do diagnóstico empresarial?

A palavra “pilar” remete ao que dá apoio, suporte a uma tarefa. Não é difícil entender, portanto, que são os pilares do diagnóstico empresarial os responsáveis pelos retornos que ele trará para um empreendimento.

Temos três pontos que são fundamentais para o diagnóstico:

  • a análise, que aponta o contexto em que marcas atuam e em que mercado estão inseridas;
  • a descrição dos problemas, que ajuda na hora de apontar o que impede que cada um dos departamentos e processos funcione melhor; e
  • a estratégia, fase em que são listadas maneiras de solucionar pontos fracos, falhas e que mudanças devem ser implementadas na empresa.

Como uma agência pode ajudar?

As agências fazem com que o diagnóstico melhore porque permitem que os desafios empresariais sejam observados com imparcialidade. Isso garante que os resultados da etapa consigam mostrar a realidade do empreendimento.

Ao contratar uma equipe conhecedora do assunto, a marca assegura que as metodologias utilizadas serão as mais adequadas. Estas trarão consigo a chance de modificar o negócio para melhor.

Que benefícios podem ser obtidos com o diagnóstico?

Quando uma empresa investe em diagnóstico empresarial, ela pode desfrutar de muitas vantagens. Uma delas é ganhar melhor domínio sobre os indicadores de desempenho utilizados.

Logo que você cria uma marca, é muito comum ter dúvidas em relação ao que há de mais importante na gestão. Contar com a ajuda do diagnóstico empresarial deixará claras coisas como: quais são as prioridades, que aspectos do negócio ainda precisam ser ajustados, e onde dá para economizar.

Por que é importante escolher o parceiro certo?

Durante a realização de um diagnóstico, muitas informações do seu empreendimento terão de ser compartilhadas. Nessa etapa, contar com um time capaz de proteger os dados do negócio e manter a confidencialidade deles será imprescindível. Mas esse não é o único motivo para terceirizar a tarefa.

Para um diagnóstico funcionar, de fato, é necessário conhecer bem a marca e os seus objetivos. Só assim será possível chegar às perguntas corretas, e às respostas que separam a sua organização do sucesso.

São os especialistas no assunto que conhecem as ferramentas e técnicas mais adequadas para que tudo corra bem. Por isso, sua empresa deve buscá-los ao decidir realizar um diagnóstico empresarial, para garantir que ele será feito da maneira correta.

Viu como é importante encontrar pessoas preparadas para ajudar você no diagnóstico empresarial? Que tal conhecer um parceiro que vai conseguir trazer os melhores resultados para o seu negócio? Fale agora mesmo com a Agência R8 e descubra o que podemos fazer por você!

Realizar um sorteio no Instagram pode ser muito vantajoso para a visibilidade e popularidade da sua marca. É um jeito de atrair o engajamento do público e encantá-lo ao mesmo tempo, aproveitando para promover seus produtos.

No entanto, esses benefícios só vão se confirmar se você acertar na estratégia e na implementação do seu sorteio. Além de ser necessário seguir algumas regras, é importante considerar o perfil do seu público e a identidade da sua marca antes de tomar qualquer decisão.

Parece algo difícil? Para facilitar o seu trabalho, reunimos, neste artigo, as principais informações que você precisa considerar ao realizar o seu sorteio no Instagram. Aproveite!

Quais os benefícios de um sorteio no Instagram?

A sua empresa precisa contar com bons mecanismos para incentivar o engajamento do público e encantá-lo com experiências positivas. É possível contar com esses dois benefícios principais ao realizar um sorteio no Instagram ou em outra rede social.

Além disso, dependendo das condições do seu sorteio, você poderá aumentar consideravelmente o alcance do seu perfil.

Por exemplo, se você pedir que os participantes marquem amigos, conseguirá trazer muita gente nova para a sua marca. Basta contar com um conteúdo atrativo para ganhar o follow delas.

Quais as regras a serem seguidas ao realizar um sorteio no Instagram?

A Caixa Econômica Federal é o órgão que fiscaliza sorteios realizados nas redes sociais no Brasil. Para não ter problemas, você precisa adequar as características da sua ação às normas determinadas pela Caixa.

Ou seja, para que o seu sorteio não gere uma multa para o seu negócio, você precisa se cadastrar no site da Caixa e pagar a taxa para obter uma autorização.

Lá, você também deverá especificar a mecânica da sua ação, então, certifique-se de defini-la bem antes de começar.

O que acontece se o sorteio no Instagram não for regularizado?

Pagar uma taxa para realizar um sorteio no Instagram e esperar a autorização da Caixa pode parecer um gigantesco contratempo em sua campanha, mas são passos essenciais para a sua ação dar certo.

Afinal, a sua empresa pode ser multada se não se adequar a essa regra.

A legislação prevê uma penalidade de até 100% do valor dos prêmios prometidos para a sua empresa se ela não realizar o processo adequado. Ela também pode ser proibida de realizar esse tipo de ação por até dois anos depois desse episódio.

Que tipo de conteúdo criar para o sorteio no Instagram?

Para chamar a atenção do seu público e avisá-lo sobre o seu sorteio, você precisa criar posts temáticos.

Empregue a identidade visual da sua marca e, de preferência, crie um nome para a sua ação. Vale a pena até contar com uma hashtag especial.

Além disso, é importante deixar bem claras quais são as regras do sorteio. Especifique o que os participantes precisam fazer para disputar, como seguir o seu perfil, marcar um número de amigos, entre outros.

Como saber se o sorteio no Instagram foi um sucesso?

Como qualquer outra ação de marketing, só é possível saber se você teve sucesso se objetivos concretos foram definidos no início.

Por exemplo, se você quer aumentar o seu número de seguidores, obviamente esse indicador servirá de termômetro para o sucesso da sua campanha.

Lembre-se de comparar os seus resultados com uma semana típica de crescimento do seu perfil.

Assim, é possível perceber qual a diferença gerada pelo sorteio no Instagram em relação ao seu engajamento e número de seguidores. Isso servirá para comprovar a eficácia das suas ideias.

Viu só como não é difícil planejar e realizar um sorteio no Instagram? Aproveite os benefícios desse tipo de ação e implemente já a sua.

Aprenda mais sobre como usar o Instagram para promover seu negócio. Confira como usar essa rede social para vender mais!

Está começando a traçar estratégias de marketing para o Facebook? Então já deve ter visto que existem duas formas de anunciar: pelo gerenciador de anúncios e pelo botão impulsionar publicação. São duas formas totalmente diferentes de fazer e obter resultados, divulgando por essa rede.

Para que você entenda tudo sobre isso, no post de hoje, vamos ensinar para você a diferença entre essas duas formas. Assim, você conseguirá montar aquele anúncio do jeito que você precisa, para obter os melhores resultados. Vamos lá?

Impulsionamento da publicação

Você já deve ter visto um botão bem atraente embaixo de todas as publicações da sua página, que oferece um impulsionamento de publicações, certo? Ele estará sempre lá, para que você tenha essa opção. E, se você clicar, aquele post será patrocinado e ganhará destaque. A partir de então, será exibido para uma quantidade maior de seguidores (conforme configurações do impulsionamento). Veja as características desse tipo de anúncio:

  • seu post divulgado ganhará destaque tanto no feed das pessoas que já te seguem, quanto no do público que você segmentar;
  • se as pessoas que te seguem interagirem com esse anúncio, os amigos delas também poderão visualizar.

O Facebook tem um rigoroso algoritmo que determina para quais dos seus seguidores as suas postagens aparecerão organicamente (cerca de 1% a 2%). Quando você impulsiona uma publicação, significa que está pagando para ser exibido para mais pessoas.

Anúncio do gerenciador

Usar o gerenciador de anúncios significa ir até o seu menu de opções de página e acessar o gerenciador para criar anúncios. A partir de então, eles não serão exibidos na sua página, entre suas publicações, apenas nos feeds dos usuários para os quais foi direcionado o anúncio. Veja as diferenças da primeira opção:

  • seu anúncio será divulgado para todas as pessoas que estiverem no perfil que você determinou no gerenciador, não somente para as pessoas que já curtem a sua página;
  • ele aparecerá nas laterais do Facebook, naquela barra à direita, não somente nos feeds.

Diferença das estratégias

A forma de exibição, conforme você pôde observar, já é o primeiro ponto de diferença entre as duas formas de divulgação. Enquanto o botão de impulsionar é uma ferramenta limitada para segmentar e traçar uma estratégia, o gerenciador de anúncios é uma ferramenta com recursos mais amplos.

O que vai definir o uso de cada uma delas é a sua estratégia. Vejamos as circunstâncias:

  1. com o impulsionamento, você consegue destacar apenas um post, ao passo em que com o gerenciador, você pode fazer vários anúncios e a apuração de dados, em paralelo, de cada um;
  2. impulsionar é indicado para aumentar o seu alcance, enquanto anunciar está relacionado a aumentar a sua conversão;
  3. o post impulsionado vai permanecer na sua timeline, os anúncios não. Eles serão exibidos para as pessoas previamente segmentadas, até perder a validade;
  4. ao impulsionar, você tem menos opções de segmentação. Já o gerenciador trabalha com objetivos da campanha mais a segmentação, que granularizam melhor, aperfeiçoando a estratégia.

O gerenciador ainda oferece um outro recurso, que seriam os testes A/B. Eles que servem para você testar qual é o texto ou imagem que mais convertem entre uma amostragem de pessoas. Depois dessa verificação, você pode liberar o anúncio de maior potencial com mais segurança de bons resultados.

Sendo assim, podemos considerar dois cenários bem distintos para a utilização de cada recurso. Quando falamos em estratégia de marketing digital para redes sociais, o ideal é que você utilize o gerenciador de anúncios, para poder estabelecer metas de conversão, analisar métricas e resultados com precisão e poder fazer a gestão completa.

Já o ato de impulsionar publicação tem mais utilidade para aumentar o alcance daquele post específico e traz mais resultados de engajamento e visualizações do que de conversões, se compararmos com a outra opção.

Agora que você já entendeu como usar os dois, mãos à obra! Ah, não se esqueça de assinar a nossa newsletter para não perder nenhuma dica valiosa como esta!

A produção de conteúdo é uma parte decisiva para o sucesso de uma marca na web. É uma forma de criar cada vez mais motivos para atrair a atenção do seu público-alvo e causar nele um impacto positivo. Assim, em troca, você consegue clientes fiéis.

Um dos principais benefícios de trabalhar dessa maneira é ter acesso a uma boa seleção de formatos que podem ser aproveitados. Tanto em um blog quanto nas redes sociais, você pode criar tipos de material diferentes para alavancar os seus resultados.

Tamanha variedade, contudo, também se mostra um desafio. Você precisa saber como escolher os melhores conteúdos para as necessidades da sua estratégia e, assim, maximizar o seu potencial de retorno.

Para ajudar com isto, neste post veremos alguns formatos que você pode usar em sua produção de conteúdo!

Os principais formatos de produção de conteúdo para a web

Educativos

Sabemos que a internet é uma grande fonte de conhecimento, e a sua marca pode aproveitar a produção de conteúdo para atrair atenção dessa forma.

Usando o seu blog ou as redes sociais, publique posts cujo intuito seja educar a audiência sobre determinado assunto. Leve em conta, por exemplo, o que é importante que essas pessoas saibam ao interagir com sua empresa e seus produtos, de maneira que passem a se sentir mais próximas da marca.

Tutoriais

Que tal ensinar o seu público a realizar alguma atividade? Cada vez mais gente usa o Google para buscar tutoriais, então, pode ser bastante vantajoso para a sua visibilidade ter uma produção de conteúdo voltada a esse tipo de material.

Nesse caso, considere o perfil de audiência que você está tentando atingir e quais são as principais necessidades dela. Lembre-se também de elaborar tutoriais com linguagem simples e objetiva, que gere identificação junto aos leitores, para aumentar suas chances de sucesso.

Infográficos

Às vezes, uma informação fica muito mais fácil de se entender quando disposta em formato de infográfico do que de texto.

Dados estatísticos, gráficos de tendências, análises de segmentos, entre outros, são apenas alguns caminhos que você pode seguir ao usar infográficos em sua produção de conteúdo. Seja como for, conte com um design capaz de cativar seu público e tornar a transmissão de conhecimento mais eficaz.

Perguntas frequentes

Você recebe muitas dúvidas do público referentes ao seu negócio ou área de atuação? Que tal entregar informações de qualidade à sua audiência ao incluir um conteúdo de perguntas frequentes?

Basta selecionar um número adequado de questões que são muito enviadas e formatar o seu post respondendo a todas elas. Use um título atrativo, que consiga chamar a atenção de quem deseja saber mais sobre os temas respondidos.

Como planejar essa produção de conteúdo

Essas sugestões são ótimas para potencializar a sua produção de conteúdo e ajudar a sua empresa a alcançar resultados cada vez melhores. No entanto, se você quer ir além disso e atuar de forma altamente estratégica, precisa se basear no modelo do funil de vendas e planejar diferentes tipos de material para cada estágio de consideração do seu cliente.

É nesse momento em que devem ser considerados conteúdos como e-books, webinars, ferramentas e testes do seu produto, por exemplo. Esses formatos oferecem um aprofundamento maior, e ajudam a qualificar ainda mais o público impactado ao direcioná-lo até o ponto em que decide comprar de você.

Enfim, depois de todas essas dicas, está na hora de dar início ao seu planejamento!

Considere as particularidades do perfil do seu público-alvo e comece a experimentar diferentes formatos em sua produção de conteúdo. Então, analise os resultados para perceber de que formas a audiência está reagindo a eles e siga aprimorando a sua abordagem cada vez mais.

Gostou do post? Quais tipos de conteúdo você pretende usar primeiro em sua estratégia? Deixe-nos o seu comentário!

Montar um e-commerce é um projeto de várias etapas e que precisa ser bem cronometrado, porque além de bastante planejamento, requer ação e acompanhamento. Antes da criação de loja virtual, é preciso analisar minuciosamente a concorrência para traçar o planejamento estratégico, de logística e desenvolvimento da loja, além das estratégias de marketing digital.

Se você está prestes a montar a sua loja, saiba que precisará seguir todos os passos, conforme definimos neste artigo. Quer obter êxito nessa nova empreitada? Então leia-o até o final!

Escolha o nicho de mercado e planeje-se

O nicho de mercado é a primeira decisão a ser tomada. A partir dessa delimitação, será possível definir quais serão os produtos, sua persona, seu público-alvo, como a sua empresa vai se comunicar e se relacionar com os seus clientes e vários outros aspectos.

Essa escolha é essencial para que seja possível planejar toda a condução do negócio, inclusive para analisar a concorrência.

Faça um cronograma

Ele é essencial para ter o controle do lançamento em mãos e para ter certeza de que nada faltará na loja. Na elaboração desse documento, determine quais serão as ferramentas e toda e qualquer necessidade, possibilidade de imprevistos e etapas a serem seguidas para a criação de loja virtual.

Mais do que ter esse documento, é essencial mantê-lo atualizado, para que ele sirva para vigiar o cumprimento de prazos e etapas.

Programe o investimento

É importante planejar o quanto será gasto pela expectativa de recuperar esse valor. Sendo assim, faça um estudo de mercado para que seja possível contar com uma boa programação.

Lembre-se de que, nesse primeiro momento, é preciso economizar ao máximo. Sendo assim, opte por fornecedores que tenham um preço justo, mas que sejam eficazes para que seja possível recuperar o investimento o quanto antes. Evite custos desnecessários e demandas supérfluas.

Contrate uma plataforma eficiente

Por mais que alguns empreendedores afirmem que não seja necessário, é essencial ter o seu site. Essa é uma das características que ajuda a manter a autoridade da sua marca e credibilidade, atraindo mais clientes.

Por isso, escolha uma plataforma eficiente, que seja amigável aos robôs de busca, proporcione melhor desempenho em SEO e:

  • tenha layout intuitivo;
  • tenha responsividade;
  • seja customizável ao seu negócio;
  • seja auditada e garanta segurança nas transações.

Programe a logística e a política de trocas

É essencial planejar a logística de compra e manutenção do estoque. Pense em tudo o que será preciso para garantir controle e organização dos produtos. Além disso, elabore a política de trocas que favoreça o seu cliente sem prejudicar a empresa. Leve em consideração o custo das trocas e o processo a ser seguido. Lembre-se de que essa política poderá ser decisiva na hora em que o cliente for escolher onde comprar.

Faça um plano de marketing

Você deve saber que o marketing digital mudou muito recentemente. Sendo assim, comece a elaborar um planejamento para que o seu público passe a fazer um bom reconhecimento da sua marca — que consiste em elaborar estratégias de marketing de conteúdo e inbound marketing e otimizações de conversão, aliadas às análises sobre os seus dados de tráfego.

Sem um plano de marketing e sem executar ações para ampliar ao máximo o alcance de possíveis clientes, não será possível e atraí-los para o seu negócio. Além disso, será mais difícil ter bons resultados e você vai demorar mais tempo para recuperar o valor investido inicialmente.

Por fim, precisamos reforçar que é necessário cuidar de todos os atributos para que a sua loja venda bem, como a segurança, uma favorável política de troca, um site simples de navegar e a variedade de produtos. No entanto, todos esses diferenciais precisam ser de conhecimento dos clientes para que se obtenha os melhores resultados possíveis.

Sabemos que o melhor jeito para isso é um planejamento de marketing digital estruturado. Sendo assim, conte com uma agência de marketing especializada na construção de sites e na manutenção das suas estratégias digitais. Entre em contato conosco para a criação da sua loja virtual e para cuidarmos das suas estratégias digitais!

Você sabe como é importante ter um site na internet. Afinal, é um meio essencial para divulgar os seus serviços e atingir cada vez mais clientes. Portanto, pode ser grande a tentação de começar com um site gratuito. No entanto, é preciso se segurar, já que se trata de uma solução que pode acabar trazendo grandes problemas para o seu negócio.

A percepção do seu público sobre sua empresa tem que ser cuidadosamente considerada. Qualquer deslize da sua parte é capaz de seriamente impactar a imagem do seu negócio. Vale a pena repensar esse tipo de solução ao considerar seus efeitos negativos.

Veja, a seguir, 5 motivos pelos quais você não deve criar um site gratuito:

1. Tem limitações de recursos

O seu site precisa refletir o máximo de potencial que a sua empresa tem. Não será nada positivo ter que lidar as diversas limitações que vêm com um site gratuito. Por exemplo, você não terá muitas opções para personalizar seu layout ou utilizar scripts inteligentes para ampliar o número de funções dele. O resultado será uma experiência inferior para o seu público, algo que transmite uma imagem negativa sobre o seu negócio para ele.

2. Causa problemas de SEO

Tanto por não oferecer flexibilidade a você quanto por possuir uma má qualidade em seu código-fonte, em geral, um site gratuito terá problemas para se posicionar bem no Google. Se você se preocupa com SEO (e deveria), precisa ter em mente que esse tipo de serviço pode prejudicar os seus planos de conquistar visibilidade no buscador. Dependendo da forma como o site é construído, ele pode até ser penalizado pelo Google.

3. Possui riscos de segurança

Criar um site gratuito significa utilizar um serviço que precisa fazer dinheiro de alguma forma. Muitas vezes, isso acontece por meio da falta de manutenção, algo que deixa as suas páginas seriamente vulneráveis a invasões. Se você quer passar uma imagem profissional aos seus potenciais clientes, não pode contar com um site inseguro que não garante a integridade dos dados deles.

4. Pode trazer publicidade forçada

Pior do que não ter controle sobre o código-fonte do seu site é descobrir que ele está veiculando anúncios sem o seu consentimento. Infelizmente, trata-se da contrapartida de muitos serviços que oferecem site gratuito. O espaço publicitário das suas páginas deve estar totalmente sob o seu controle, afinal, quando isso não acontece, ele pode até exibir anúncios dos seus concorrentes ou de negócios sem qualquer relação com a sua proposta.

5. Não oferece dados precisos

Um dos pontos mais importantes de uma estratégia digital envolve o acesso a dados de performance da atuação da sua empresa na internet. Isso inclui saber como os seus visitantes estão se comportando e aprender mais sobre as preferências deles. No entanto, ao trabalhar com um site gratuito, esse potencial fica severamente impactado. Na maioria dos casos, esses serviços não oferecem acesso a métricas ou são extremamente limitados e imprecisos.

Viu só como não vale a pena apostar em soluções gratuitas que não resolvem as suas necessidades? Além disso, criar um site para a sua empresa não tem que ser algo caro, basta escolher bem a empresa parceira que realizará esse serviço. Não é o bastante estar presente na internet, você também tem que contar com a estrutura adequada.

Já se convenceu sobre o valor de uma solução profissional para o seu site? Então, entre em contato conosco!

O Instagram já tem mais de 1 bilhão de contas ativas e está sempre de olho em inovações para proporcionar aos seus usuários uma experiência única. As mais recentes atualizações do Instagram foram o IGTV e Question Sticker.

A rede social permite vídeos longos (de até 60 minutos) e possui canais que ficam em uma área chamada IGTV (botão laranja no canto superior direito do app). Já o Question Sticker é um adesivo que permite que os amigos façam perguntas para que você as respondam.

Vamos aprender mais sobre o assunto? Venha conosco!

Entenda mais sobre o IGTV

O IGTV é uma proposta diferente do Instagram Stories, porque é uma espécie de televisão. Por enquanto, os vídeos muito longos (de até uma hora) são possíveis somente para contas com alcance maior e verificadas. Os demais podem aproveitar somente 10 minutos de vídeo.

Por enquanto, ele aceita somente vídeos na horizontal, fazendo com que seja a posição natural do smartphone. A resolução é de 4K, seguindo a tendência de mercado mobile de utilizar vídeos em ultra resolução, criando uma TV bem profissional.

Aprenda como fazer

Acesse o seu perfil, clique em “canal”, depois em “carregar” e basta seguir o passo a passo que aparece na tela. Depois, é só acessar os vídeos pelo perfil, utilizando a aba do IGTV.

Veja quais são as vantagens e possibilidades para empresas

É de extrema importância que a sua empresa acompanhe e esteja sempre à frente da concorrência utilizando as tendências mercadológicas. Por isso, quer aumentar a sua presença online utilizando o conteúdo audiovisual? Confira as principais vantagens e possibilidades para a sua empresa:

  • transmissões segmentadas: poste os vídeos em diversas categorias, como “seguindo”, “para você” e “popular”;
  • adicionar CTA de conversão ao final do vídeo: “arraste para cima” ou inserir outros links de sites externos do cliente;
  • possibilidade de trabalhar o conteúdo da empresa: tutoriais, entrevistas, demonstração de produtos e webinars.

Entenda mais sobre o Question Sticker

O Question Sticker é uma das atualizações do Instagram que vem chamando a atenção do público. O aplicativo lembra o antigo Ask ou o Curious Cat, mas com a grande diferença de que as perguntas não podem ser feitas de forma anônima. Contudo, quando o usuário for responder, não aparece o nome da pessoa que a fez, a não ser que ele seja marcado na resposta.

Aprenda como fazer

Crie uma nova história no Instagram e selecione “perguntas”. Depois disso, edite o campo da pergunta e personalize para a sua empresa. Para visualizar as respostas e responder, é só clicar em “respostas”.

Veja quais são as vantagens e possibilidades para empresas

Faça perguntas aos seus seguidores utilizando curiosidades da sua marca e criando uma interação com o seu público — essa atitude aproxima a sua empresa dos seus clientes.

Nesse cenário, vale a imaginação e criatividade do seu time de marketing digital: é possível divulgar novos produtos, fazer o lançamento de um evento e até mesmo divulgar vagas da sua empresa.

Se você quer se destacar no ambiente digital é fundamental acompanhar as tendências e atualizações mercadológicas. Por isso, saber quais são as novas atualizações do Instagram é importante para identificar como a sua empresa pode se destacar nessa mídia social.

Você gostou do nosso conteúdo? A partir dele, criou insights importantes?  Então, que tal nos seguir nas redes sociais? Acompanhe-nos no Instagram, Facebook, Google + e LinkedIn.

Um dos principais benefícios de contratar uma agência de marketing digital para a sua empresa está em ganhar acesso a um time completo de especialistas. Esses profissionais serão capazes de oferecer as abordagens certas para as suas necessidades a partir dos conhecimentos e da vivência que têm.

Ao conhecer melhor esses profissionais, ficará muito mais claro o quanto uma agência de marketing digital pode ser o caminho correto para a sua empresa atingir os seus objetivos. Cada um tem uma função específica e a combinação de todos cria um conjunto imbatível cujo intuito é trazer resultados de qualidade para você.

Veja a seguir os 6 principais profissionais da sua agência de marketing digital que você precisa considerar:

1. Atendimento

O profissional de atendimento é o seu principal ponto de contato em uma agência de marketing digital. É aquela pessoa que apontará os serviços de que você precisa, conseguirá tirar as suas dúvidas e oferecerá atualizações de status dos seus projetos. Trata-se de alguém que tem uma relação próxima com os clientes, então conte com eles para ajudarem no que for necessário.

2. Planejamento

Quem atua com planejamento em uma agência de marketing digital tem a função de considerar os seus objetivos e as ferramentas à disposição para elaborar as melhores campanhas focadas nesses fins. São profissionais com senso apurado de estratégia, um radar constantemente ligado em inovação e a capacidade de combinar diferentes elementos para produzir um resultado satisfatório.

3. Conteúdo

Não se conduz uma estratégia de marketing sem uma equipe para criar conteúdo, o que pode ser desde posts em blogs até roteiros para vídeos. Esses profissionais não só têm apurado conhecimento a respeito dos mais variados tipos de escrita como também sabem como adaptar o discurso para cada objetivo diferente da marca.

4. Design

Um designer é essencial para conduzir a estratégia visual da sua campanha em uma agência de marketing digital. É por meio dessa pessoa que você contará com um projeto que se encaixa à identidade da sua marca e consegue se aproximar do público certo com excelência ao mesmo tempo em que mantém consistência. Tal profissional é capaz de adaptar esse estilo para diversos canais diferentes.

5. Mídia

A promoção de conteúdo é um elemento essencial em qualquer estratégia conduzida por uma agência de marketing digital. Esse é o papel do profissional de mídia, que entende o peso de cada canal e o quanto vale investir em cada um deles. Além disso, são capazes de acompanhar suas campanhas em tempo real e tomar decisões estratégicas conforme necessário.

6. Diretoria

A diretoria de uma agência de marketing digital pode não ter o mesmo nível de contato diário com você do que o restante da equipe. No entanto, essa figura de liderança serve como verdadeira representante da identidade da empresa. É preciso que exista um alinhamento de ideias entre vocês para que a condução dos projetos seja satisfatória.

Contar com as pessoas certas pensando a favor da sua marca é algo essencial para atuar de maneira competitiva em qualquer mercado. Considere a contratação de uma agência de marketing digital para acessar os benefícios trazidos por esses profissionais e sempre ter as melhores estratégias para fortalecer a sua empresa e serviços.

O que achou de todo o potencial que uma agência de marketing digital pode trazer para a sua empresa? Conte com profissionais como esse a seu serviço. Entre em contato conosco!

Você sabe quais métricas de marketing acompanhar para se certificar do sucesso das suas ações? Uma das principais vantagens de trabalhar com o meio digital é poder acessar indicadores altamente precisos em tempo real a respeito da performance da sua empresa.

No entanto, tamanho potencial traz um desafio: você precisa saber quais considerar e o que eles significam para a sua estratégia. Afinal, decisões estratégicas devem partir dos diagnósticos trazidos por essas métricas.

Trabalhar no escuro não é produtivo para ninguém. Você e sua equipe têm que estar por dentro da saúde dos seus números para antecipar problemas e sempre contar com meios para sair na frente dos concorrentes.

Veja a seguir as métricas de marketing mais estratégicas que você precisa acompanhar mensalmente:

Ticket médio

Todo tipo de empresa deve ter ideia do gasto médio que um cliente tem ao interagir com ela. O ticket médio ajuda a definir a saúde das suas finanças, já que traduz se o seu público está gastando muito ou pouco com os seus produtos.

Um ticket médio baixo mostra que você até está conseguindo vender, mas não o suficiente. Portanto, é válido manter uma meta mais alta para que os esforços relacionados a vendas possam se pagar.

Taxa de conversão

Para saber se as suas campanhas de marketing estão direcionando tráfego e essas pessoas estão comprando seus produtos, é necessário analisar a taxa de conversão. É um método altamente preciso para avaliar a eficácia das suas decisões.

Para manter a sua taxa de conversão alta, você tem que conhecer muito bem o perfil do seu público-alvo para implementar uma estratégia capaz de convencê-lo do valor da sua oferta. Que tal segmentar o seu anúncio para grupos distintos de pessoas ou apostar em formatos diferentes de conteúdo?

Visitas

Analisar o número de visitas do seu site não tem o mesmo peso que olhar para o ticket médio ou para a taxa de conversão. No entanto, pode oferecer um registro estratégico da quantidade de audiência que seu conteúdo está conseguindo atrair.

Acompanhar o número dessa base é essencial para saber como anda o alcance das suas ofertas. Se o seu site recebe poucas visitas, menos pessoas ainda poderão se converter em clientes.

Tempo gasto no site

Além de considerar o número de visitas, você também precisa ter ideia de quanto tempo os seus visitantes estão passando no seu site. Se são passadas rápidas, dificilmente serão impactados pelas suas ofertas.

O tempo gasto ideal dependerá dos objetivos do seu site. Você quer direcionar seu público para determinada oferta? Ou fazer com que ele acesse o máximo de conteúdo possível? Seja o que for, trata-se de uma das métricas de marketing que devem ser monitoradas.

MRR

Se a sua empresa vende assinaturas, uma das métricas de marketing que você precisa monitorar se refere aos seus ganhos recorrentes a partir delas. Chamado de MRR (ou monthly recurring revenue), esse indicador ajuda você a entender como estarão suas finanças em médio prazo.

De uma forma semelhante ao ticket médio, o MRR deve inspirar estratégias focadas em aumentar essa métrica, porque contribui diretamente para o sucesso da sua empresa. Aqui, o foco é em agregar valor à assinatura e aos benefícios que seus clientes aproveitarão.

Tendo em mente a importância de cada uma dessas métricas de marketing, você pode começar a estruturar uma estratégia voltada para a análise dos dados corretos. Lembre-se de definir os seus objetivos para que seja possível medir os indicadores relacionados e comprovar o sucesso das suas decisões.

Quer ficar por dentro de mais dicas estratégicas como essas? Siga os nossos perfis nas redes sociais: estamos no Facebook, Instagram, Google+ e LinkedIn!