• Home
  • /
  • ROI e ROAS: conheça essas métricas

ROI e ROAS: conheça essas métricas

ROAS e ROI

ROI e ROAS são dois indicadores de desempenho dos resultados de uma campanha, então, é preciso entender que cada um exerce uma função. Ou seja, na prática, eles são diferentes.

Mesmo sendo muito parecidos, ROAS e ROI tem significados e objetivos diferentes. Pode perceber até pelo grau de popularidade o quanto se diferenciam. ROI é bem mais conhecido do que ROAS, um conceito relativamente novo no universo do marketing e publicidade. Ao acompanhar as duas métricas, você descobre onde ganha ou perde dinheiro com suas campanhas e estratégias digitais.

O que é ROI (Return on Investment)?

O ROI é o Retorno sobre o Investimento. Ou seja, é a métrica utilizada para verificar se todo o investimento que você teve em uma campanha de marketing gerou resultado. Ele leva em consideração não apenas o seu gasto efetivo com publicidade mas todo o gasto que você tem com a empresa. ROI mede lucros em relação aos custos.

Para calcular o retorno sobre o investimento, você só precisa subtrair os custos das receitas e dividi-los pelos custos totais que você teve.

A fórmula do ROI funciona da seguinte forma:

  • ROI = (Lucro / Custo) x 100

Por exemplo: você lucrou 100 mil em uma campanha que teve um custo de 10 mil. Assim, subtraia 10 de 100. Você terá 90. Divida 90 por 10. O resultado será 9 x 100. Ou seja, você teve um lucro de 900% que equivale a 9x o valor investido de 10 mil que significa que a cada R$1,00 gasto você lucrou R$9,00.

O que é ROAS (Return on Advertising Spend)?

O ROAS por sua vez, é o Retorno Sobre o Investimento Publicitário. Quando se trata de publicidade o ROAS é um indicador mais preciso de seu desempenho publicitário, porque ele mede apenas as receitas e os custos associados à sua campanha publicitária. Pode ser calculado por empresas de todos os portes, para que o gestor facilite a tomada de decisões sobre quais campanhas e canais melhor funcionam.  Apenas para que fique mais fácil entender, são considerados como gastos os custos diretamente relacionados à publicidade. O que também inclui o salário dos profissionais envolvidos e aluguel de equipamentos, além do valor usado para divulgá-lo.

ROAS = (Retorno conseguido com os anúncios pagos / Custos publicitários envolvidos) x 100

Com o ROAS você consegue mensurar quanto você teve de retorno a cada R$1,00 gasto. Vale a pena lembrar que ainda não existe um consenso sobre quanto deve medir um ROAS aceitável. Isso porque é um valor que varia de empresa para empresa, sendo influenciado pelas margens de lucro e pela própria saúde financeira do negócio. Mas, em todo caso, o mais recomendado é que fique sempre acima de 2. Caso fique em 1, quer dizer que não tem ganho nem prejuízo.

De forma simplificada, o ROI permite avaliar a saúde geral do seu negócio, enquanto ROAS permite avaliar o desempenho de publicidade. São KPIs importantes de serem acompanhadas.

Gostou?! Quer saber mais?! Acompanhe matérias sobre esse e vários outros temas aqui no nosso blog.

CTR

CTR e CPC são métricas muito utilizadas quando vamos avaliar o sucesso de um anúncio nas redes sociais. Mas você sabe o que elas significam?! Sabe como analisar esses dados e transformá-los em KPIs?

O que é o CTR?

Click Through Rate ou, Taxa de Clique é uma métrica muito utilizada para avaliar o desempenho de um anúncio, seja no Google Ads ou mídia paga das redes sociais. Isso porque o CTR calcula o número de cliques que seu anúncio recebeu em relação à quantidade de vezes que ele foi exibido.

Quanto maior o CTR de um anúncio, maiores são os benefícios para o seu negócio: desde um custo mais baixo no Google Ads até um melhor ranqueamento nas buscas orgânicas. Por meio do CTR, você consegue identificar as campanhas que são mais eficientes, que mais chamam a atenção do usuário e fazem com que ele clique no link.

O que é o CPC?

O CPC (Custo por Clique) é um dos tipos de precificação de anúncios mais comum do mercado. Nesse formato, você só paga pelos cliques recebidos em suas campanhas, ou seja, as visualizações (impressões) não são incluídas na conta. Na prática, apenas os usuários que entrarem nas suas páginas — ao clicarem nos anúncios — vão ser cobrados.

Um bom  CTR é essencial para quem escolhe o modelo CPC para a precificação. Afinal, quanto maior a taxa de cliques, maior a eficiência dos seus anúncios, ou seja, eles são úteis para os usuários. Consequentemente, o CPC se torna mais barato, com o buscador entendendo que o seu link oferece o que está sendo procurado.

Acompanhar o Click Through Rate é importante para que você não perca tempo e comece a investir em maneiras de elevar essa métrica o mais rapidamente possível, garantindo os melhores resultados para o seu negócio.

Melhora no IQ dos anúncios:

O Índice de Qualidade é ao cálculo que o Google faz da Qualidade do seu anúncio. Podemos dizer que quase 2/3 de seu valor é composto pelo CTR do anúncio. Veja:

Componetes do IQ: CTR
Componetes do IQ: CTR + relevância + página de destino

Google percebe que um número elevado na taxa de cliques é um forte indicativo de que o conteúdo do anúncio está realmente sendo relevante para os usuários. Um CTR mais alto, portanto, impacta no IQ. Consequentemente, impacta também no posicionamento do seu anúncio.

Um bom CTR significa que seu anúncio precisou ser mostrado menos vezes para conseguir mais cliques. Isso implica na diminuição do valor do CPC além de fazer com que o Google te enxergue como um site relevante para as pesquisas das pessoas por determinadas palavras-chave. Ademais, outra consequência é um melhor ranqueamento orgânico aliado à aplicação de técnicas de SEO. Há também a relação direta com a taxa de conversão. Um aumento em duas vezes na sua taxa de cliques pode implicar em uma taxa de conversão 50% maior.

Gostou das dicas?! Na próxima semana, iremos postar mais conteúdos relacionados às métricas dos anúncios para você se dar bem. Precisa de ajuda para o seu negócio? Entre em contato com a gente!

Resultados de campanha

Vamos mostrar no post de hoje aqui do blog, como que você consegue visualizar os resultados das suas campanhas de anúncios do Instagram e Facebook.

Gerenciador de Anúncios – a ferramenta para a visualizar os resultados das sua campanha:

O Gerenciador de Anúncios é uma ferramenta para gestão de campanhas de anúncios. É possível administrar os anúncios de todas suas páginas e plataformas (Facebook e Instagram) simultaneamente.

Além disso, podemos organizar conjuntos de anúncios, duplicá-los e editar várias campanhas ao mesmo tempo sem muita dificuldade. Essa ferramenta facilita todo o processo de criação e análise dos resultados de anúncios.

Para acessar a ferramenta é preciso estar logado — no dispositivo que você está utilizando — em sua conta que contêm suas páginas no Facebook.

Caso já esteja logado, acesse aqui o Gerenciador de anúncios.

Na primeira tela que aparecerá, podemos perceber uma estrutura parecida com as abas do Google.

Há quatro opções: Visão geral da conta, Campanhas, Conjunto de anúncios e Anúncios.

Visão Geral da Conta:

É aqui que podemos ter um panorama sobre o desempenho dos principais anúncios veiculados no Facebook e no Instagram.

Os dados analíticos apresentados dizem respeito ao alcance, valor gasto, impressões, ações, idade, gênero e outras informações de seus anúncios.

No menu à esquerda dessa página, tem duas opções de exibição.

Uma delas, que abre inicialmente, é sobre a visão geral propriamente dita.

Já a outra apresenta o relatório criativo  – você pode acompanhar o processo da veiculação de seus anúncios e métricas por cada unidade de criativo como alcance, valor gasto, impressões e custo por resultado. Os relatórios podem ser referentes à unidade criativa de um único anúncio ou de um conjunto deles. A partir dessas informações, é possível adequar as campanhas da maneira correta e melhorar a performance dos anúncios.

Campanhas:

Nesta aba, estão localizadas as funções mais vantajosas do Gerenciador de Anúncios.

É possível criar e gerir campanhas, anúncios e conjuntos de anúncios para o Facebook e o Instagram.

Além disso, são apresentadas todas informações sobre as campanhas como desempenho, orçamento e status.

Ainda há a possibilidade de gerir mais de uma campanha ao mesmo tempo.

Isso é muito prático, pois você pode alcançar maior unicidade em seus anúncios e alterar alguns elementos em conjunto deles rapidamente.

As campanhas abraçam os Conjuntos de Anúncios que contém os Anúncios. Navegando por essas abas você consegue visualizar os resultados de maneira mais afunilada.

É possível também adicionar colunas de métricas. Para isso, clique no + azul que tem logo após Compras no Facebook. Você pode escolher dentre várias as opções disponíveis. Aconselhamos verificar CPC e CTR e também o ROAS, importantes KPIs a serem acompanhados.

Ficou alguma dúvida?! Não hesite em entrar em contato conosco! Estamos prontos para ajudar a sua marca ou empresa na presença digital.

Se você quer divulgar sua marca ou seu produto/serviço, uma maneira de aumentar sua visibilidade, gerar clientes e impulsionar suas vendas é através das mídias sociais, principalmente no Facebook.

Quer anunciar seu negócio mas não sabe se vale a pena? Conheça 5 vantagens para você começar a anunciar no Facebook.

  • Seus clientes estão sempre conectados

As pessoas passam muito tempo conectadas nas redes sociais. Então, você já sabe onde estão os seus possíveis clientes. São aproximadamente 100 milhões de brasileiros com contas ativas no Facebook. Ou seja, está na hora de começar a criar uma estratégia para seu negócio se destacar.

  • Alcance orgânico é praticamente nulo

O Facebook faz atualizações e alterações constantemente e, por esse motivo, as páginas profissionais tiveram sua visibilidade orgânica reduzida drasticamente para um valor próximo de 0%. Mas existe solução para isso. Para fazer com que seu negócio seja visto, você pode investir em anúncios para movimentar o seu negócio, e você não precisa pagar um valor muito alto para isso.

  • Segmentação faz toda a diferença

Os anúncios dentro do Facebook podem ser direcionados de forma que você e sua empresa atinjam o seu público-alvo. O seu público pode ser segmentado por localização, idade, gênero, interesses comportamentos, etc.

  • Remarketing é poderoso

Remarketing é uma estratégia utilizada para mostrar seus anúncios para pessoas que já visitaram o seu site, enquanto elas acessam outras páginas ou usam outros aplicativos. É uma maneira poderosa para expandir seu negócio e ser sempre lembrado, mesmo que seu público esteja acessando outros sites.

  • Vários formatos de divulgação

Dentro do Facebook é possível criar vários tipos de anúncios com o objetivo de promover a página e gerar mais interações. Você pode criar anúncios locais, de vídeos, de imagens, com vários produtos, ou seja, várias formatos para fazer com que seu negócio seja reconhecido e venda mais.

Viu, só? Vai ficar parado de braços cruzados esperando o cliente aparecer? Use o Facebook Ads ao seu favor. Se você não sabe por onde começar, procure a Agência R8, a gente pode te ajudar.

Se você vai começar usar o Adwords como uma fonte de tráfego e geração de leads, precisa conhecer bem as regras. Fazer certos anúncios no Google pode prejudicar significativamente sua estratégia de marketing digital. Isso acontece porque há assuntos proibidos, que podem resultar em punições para o seu site.

Quer saber quais assuntos são esses e o que significa ser punido pelo Google? Então, leia este artigo até o final. Você vai ficar pronto para começar sua estratégia com as mídias pagas — sem surpresas negativas.

Quais anúncios são proibidos no Google?

Alguns anúncios no Google são proibidos e, além de não serem publicados, podem gerar alguma punição para o seu site. Veja abaixo alguns exemplos.

Produtos falsificados

O Google não vai apoiar a pirataria, que além de prejudicar comerciantes, fabricantes legais ou artistas, podem oferecer algum risco ao consumidor.

Documentos falsos

Por se tratar de prática ilegal, o Google também não permite anúncios relacionados aos documentos falsos, como declarações, carteiras de motoristas etc.

Produtos que ofereçam risco à vida

Anúncios de explosivos, armas de fogo ou brancas, venenos ou de qualquer outro produto perigoso são proibidos. No caso de facas, por exemplo, os algoritmos conseguem identificar se a intenção é divulgar um utensílio para cozinha ou uma arma. Até os fogos de artifícios se enquadram nesse tópico.

Conteúdos de black hat SEO

Esses os são anúncios que direcionam o cliente para conteúdos que praticam, ensinam ou influenciam pessoas a usarem práticas irregulares para SEO. Por questões óbvias, também são proibidos — o algoritmo do Google prioriza conteúdos úteis e relevantes. Se o site ganha uma posição de forma desonesta, está prejudicando a experiência do usuário com a ferramenta de busca.

Além desses tipos, podemos citar os conteúdos eróticos, drogas, empréstimos, criptomoedas ou serviços de hackers, por exemplo.

Como o site pode ser punido por causa de um anúncio no Google?

Por mais que estejamos falando de anúncios, as penalizações vão prejudicar não somente a as impressões da campanha, mas também a otimização do site como um todo nas páginas de busca.

Apesar de não haver um padrão ou manual para seguirmos, conseguimos identificar algumas penalizações baseando-nos em reclamações que já ocorreram. São elas:

  • redução do Page Rank;
  • perda de 30, 50 ou 950 posições no ranking de buscas;
  • desindexação da página do motor de busca;
  • desindexação do domínio do motor de busca;
  • dificuldade de indexar novas páginas;
  • dificuldade de posicionar novos conteúdos.

Com qualquer uma dessas punições, as suas estratégias para alcançar tráfego orgânico poderão ser radicalmente prejudicadas. Por mais que você continue aplicando todas as regras para otimizar as suas páginas, o SEO (Search Engine Optimization) do seu site vai por água abaixo.

As punições do Google são definitivas?

Nos casos em que já houve a punição, você consegue revertê-las. Há aquelas que são comunicadas ao proprietário do site com as justificativas (manuais) e as que são automáticas, feitas pelos bots.

Para ambos os casos, recomendamos que consulte as políticas do Adwords e as diretrizes do Webmasters para checar o que causou a penalização

Faça uma checagem em todo o site e corrija tudo que pode estar sendo considerado como black hat. Avalie, prioritariamente, a experiência do cliente no site.

Lembre-se de que o Google vai levar isso em consideração. A usabilidade do site, a relevância e utilidade dos conteúdos são essenciais para que o site consiga recuperar o posicionamento.

Após os ajustes, se as penalizações tenham ocorrido manualmente, envie um pedido de reconsideração ao Google. Se tiverem sido automáticas, é necessário que aguarde com paciência a recuperação de posicionamento.

Agora que já sabe como não ser punido por um anúncio do Google, já pode começar a usar essa ferramenta, com segurança, a seu favor.

Para completar, a gente separou um artigo que vai te ensinar a usar os links patrocinados para alcançar o primeiro lugar no Google. Acesse já e monte uma estratégia completa de SEO para o seu site.