• Home
  • /
  • O que é e como fazer o Inbound Marketing da sua marca

O que é e como fazer o Inbound Marketing da sua marca

Sabia que quando é o cliente que encontra a empresa ele está, muito provavelmente, consumindo estratégias de Inbound Marketing? Essas estratégias visam atrair e converter clientes por meio de conteúdos relevantes em mecanismos de busca, blogs e redes sociais. Mas o que é o Inbound Marketing? Inbound Marketing é a criação e compartilhamento de conteúdo, focado em um público-alvo determinado, com o intuito de comunicar-se com o potencial cliente de forma direta desenvolvendo, desta maneira, um relacionamento duradouro. Ou seja, é uma estratégia utilizada para que os clientes encontrem a sua empresa, atraídos pela sua mensagem – um marketing de atração. Desta forma, você pode apresentar soluções para os problemas do seu público e transformá-lo em clientes ou até mesmo promotores da sua marca. 

E como é possível desenvolver esse marketing de atração para a sua empresa? Aqui vão algumas dicas:

  • crie conteúdos em suas redes sociais que gerem tráfego para o seu blog ou site;
  • uma vez em seu site/blog, você deve criar conteúdos ricos capazes de gerar um relacionamento com a sua audiência;
  • eduque sua audiência sobre o segmento da sua marca/empresa;
  • torne-se referência no assunto e influencie na decisão de compra do seu público.

 

Redes Sociais:

As redes sociais são o primeiro passo a se pensar no Inbount Marketing. É através delas que será possível entrar em contato direto e criar o relacionamento com o seu público. Pensar o conteúdo e como este pode vir a gerar interações com a sua marca é o pilar de qualquer estratégia de marketing de atração. Dependendo de em qual rede social sua empresa se encontra, é possível direcionar o público para seu site/blog. Outro ponto a ser considerado é a quantidade de conteúdo produzido: marcas que criam mais de 13 peças por mês, em média, acabam tendo 4,2 vezes mais visitas. Mas é sempre bom lembrar que quantidade não é qualidade. Tanto o conteúdo quanto o público alcançado deve ter qualidade. Com o Inbound, no tocante da qualidade do público, por ser um conteúdo altamente segmentado, permite alcançar a audiência certa.

 

Sites/blogs:

Uma vez criado em seu público da rede social a vontade de acessar seu site/blog, você deve considerar possuir um site/blog responsivo, com boa usabilidade, leve e que faça a utilização de técnicas de SEO com termos de busca bem distribuídos em seus textos para que seu site apareça bem posicionado nos mecanismos de busca, como o Google, por exemplo. Não podemos deixar de comentar que um layout agradável aos olhos também faz a diferença na permanência do seu público no seu site.

Vários pontos e ações devem ser considerados afim de promover um bom inbound marketing de uma empresa/marca. O objetivo é aumentar as vendas, facilitando o retorno do investimento.

 

 E o que fazem as Agências?

Agências que vendem esse tipo de conteúdo têm que ser excepcionais no que fazem para poder gerar resultados. O mundo digital te possibilita crescer e expandir relações nunca então exploradas nos meios de comunicação tradicionais. Você passa a ser um fornecedor de oportunidades de negócios aos seus clientes, muito mais estratégico que um fornecedor apenas de comunicação. Um Inbound Marketing completo requer estudo constante. Muito preparo, confiança e um prazer imenso de trabalhar dia e noite/noite e dia. O resultado é como sempre satisfatório para todos os lados.

 

A tecnologia é uma das principais aliadas do marketing, sendo capaz de impulsionar a visibilidade de todo tipo de negócio com o uso das iniciativas certas. O geomarketing é um exemplo disso, já que utiliza o recurso de localização do GPS de smartphones para entregar seu conteúdo para um público muito mais relevante.

O geomarketing consiste em ativar campanhas focadas em impactar uma audiência baseando-se no local dela. É um método de segmentação que pode trazer muito mais clientes para você, já que estão no lugar certo para aproveitar as suas ofertas.

Como qualquer outro tipo de ação de marketing, o geomarketing requer um bom planejamento da sua parte. É necessário levar em consideração quais são os locais mais estratégicos para os seus objetivos e o perfil do seu público-alvo.

Confira a seguir todos os pontos que você precisa considerar ao implementar uma campanha de geomarketing:

Segmentação estratégica

Fazer com que o seu anúncio apareça apenas para as pessoas certas é o grande desafio de todas as campanhas da atualidade. Ao trabalhar com geomarketing, você passa a ser capaz de mostrar o seu conteúdo para quem está nas imediações do seu estabelecimento ou mora no bairro certo.

Essa é uma parte importante do seu planejamento que não deve ser apressada. Considere o perfil do público que você está querendo atingir e quais critérios de localização são mais estratégicos para os seus objetivos. Depois, basta implementá-los em sua campanha de mídia.

Geotagging

A maioria das redes sociais permite que os usuários marquem o local do post. Trata-se de uma forma bastante simples de tornar o seu estabelecimento mais conhecido para os amigos dos seus frequentadores. Então certifique-se de estimular esse tipo de publicação.

Parte de uma estratégia de geomarketing também consiste em monitorar o conteúdo que é publicado no seu local. É válido interagir com essas pessoas para que elas se sintam apreciadas.

Google Meu Negócio

As pessoas se acostumaram a usar o smartphone para resolver pequenas dúvidas do dia a dia enquanto estão na rua. Deu fome? Logo conseguem achar um local para comer. Para garantir que o seu estabelecimento apareça nas buscas que têm a localização como principal critério, certifique-se de cadastrar a sua empresa no Google Meu Negócio.

O serviço permite registrar as suas informações para que sejam facilmente encontradas no Google em pesquisas por local. Você tem total controle sobre seus dados, portanto é simples realizar alterações quando necessário.

Dados ricos

O geomarketing possui mais uma vantagem em relação ao tradicional: ele oferece dados bastante estratégicos a respeito do seu público, que podem servir de base para decisões futuras. É possível entender melhor como a localização é decisiva para os seus negócios e adotar estratégias cada vez melhores.

Por exemplo: você pode perceber que pessoas de determinado bairro costumam se interessar mais pelos seus produtos do que as de outro. Tal diagnóstico pode ser decisivo no momento de decidir como distribuir os esforços das suas próximas campanhas.

Utilizar os recursos certos que estão à sua disposição é algo essencial para contar sempre com bons resultados em suas estratégias. O geomarketing é um exemplo de como aproveitar uma informação altamente importante, a localização, para impactar pessoas muito mais relevantes para os seus objetivos. Adote o quanto antes essa iniciativa e comece a obter retornos cada vez melhores.

O geomarketing também é essencial para o desenvolvimento de uma campanha de marketing regional. Saiba mais sobre isso neste artigo do blog!

Se você vai começar usar o Adwords como uma fonte de tráfego e geração de leads, precisa conhecer bem as regras. Fazer certos anúncios no Google pode prejudicar significativamente sua estratégia de marketing digital. Isso acontece porque há assuntos proibidos, que podem resultar em punições para o seu site.

Quer saber quais assuntos são esses e o que significa ser punido pelo Google? Então, leia este artigo até o final. Você vai ficar pronto para começar sua estratégia com as mídias pagas — sem surpresas negativas.

Quais anúncios são proibidos no Google?

Alguns anúncios no Google são proibidos e, além de não serem publicados, podem gerar alguma punição para o seu site. Veja abaixo alguns exemplos.

Produtos falsificados

O Google não vai apoiar a pirataria, que além de prejudicar comerciantes, fabricantes legais ou artistas, podem oferecer algum risco ao consumidor.

Documentos falsos

Por se tratar de prática ilegal, o Google também não permite anúncios relacionados aos documentos falsos, como declarações, carteiras de motoristas etc.

Produtos que ofereçam risco à vida

Anúncios de explosivos, armas de fogo ou brancas, venenos ou de qualquer outro produto perigoso são proibidos. No caso de facas, por exemplo, os algoritmos conseguem identificar se a intenção é divulgar um utensílio para cozinha ou uma arma. Até os fogos de artifícios se enquadram nesse tópico.

Conteúdos de black hat SEO

Esses os são anúncios que direcionam o cliente para conteúdos que praticam, ensinam ou influenciam pessoas a usarem práticas irregulares para SEO. Por questões óbvias, também são proibidos — o algoritmo do Google prioriza conteúdos úteis e relevantes. Se o site ganha uma posição de forma desonesta, está prejudicando a experiência do usuário com a ferramenta de busca.

Além desses tipos, podemos citar os conteúdos eróticos, drogas, empréstimos, criptomoedas ou serviços de hackers, por exemplo.

Como o site pode ser punido por causa de um anúncio no Google?

Por mais que estejamos falando de anúncios, as penalizações vão prejudicar não somente a as impressões da campanha, mas também a otimização do site como um todo nas páginas de busca.

Apesar de não haver um padrão ou manual para seguirmos, conseguimos identificar algumas penalizações baseando-nos em reclamações que já ocorreram. São elas:

  • redução do Page Rank;
  • perda de 30, 50 ou 950 posições no ranking de buscas;
  • desindexação da página do motor de busca;
  • desindexação do domínio do motor de busca;
  • dificuldade de indexar novas páginas;
  • dificuldade de posicionar novos conteúdos.

Com qualquer uma dessas punições, as suas estratégias para alcançar tráfego orgânico poderão ser radicalmente prejudicadas. Por mais que você continue aplicando todas as regras para otimizar as suas páginas, o SEO (Search Engine Optimization) do seu site vai por água abaixo.

As punições do Google são definitivas?

Nos casos em que já houve a punição, você consegue revertê-las. Há aquelas que são comunicadas ao proprietário do site com as justificativas (manuais) e as que são automáticas, feitas pelos bots.

Para ambos os casos, recomendamos que consulte as políticas do Adwords e as diretrizes do Webmasters para checar o que causou a penalização

Faça uma checagem em todo o site e corrija tudo que pode estar sendo considerado como black hat. Avalie, prioritariamente, a experiência do cliente no site.

Lembre-se de que o Google vai levar isso em consideração. A usabilidade do site, a relevância e utilidade dos conteúdos são essenciais para que o site consiga recuperar o posicionamento.

Após os ajustes, se as penalizações tenham ocorrido manualmente, envie um pedido de reconsideração ao Google. Se tiverem sido automáticas, é necessário que aguarde com paciência a recuperação de posicionamento.

Agora que já sabe como não ser punido por um anúncio do Google, já pode começar a usar essa ferramenta, com segurança, a seu favor.

Para completar, a gente separou um artigo que vai te ensinar a usar os links patrocinados para alcançar o primeiro lugar no Google. Acesse já e monte uma estratégia completa de SEO para o seu site.

O seu site pode se tornar um poderoso direcionador de negócios para a sua empresa. Para aumentar a taxa de conversão do seu negócio, é necessário fazer algumas modificações que garantem maior visibilidade às ofertas e conseguem levar mais gente até elas.

Assim, a taxa de conversão é uma métrica usada para determinar a proporção de pessoas que realizaram determinada ação em seu site em relação ao total de público impactado. Tal ação é o que você deseja conquistar com sua estratégia, como vender um produto, obter assinaturas para um serviço, entre outros.

Para obter sucesso com as suas iniciativas no ambiente digital, você precisa implementar estratégias completamente alinhadas às expectativas e características do seu público-alvo. Além disso, é necessário conhecer muito bem todas as ferramentas que você tem à disposição para melhorar cada vez mais os seus resultados.

Se quer aprender mais sobre como utilizar a taxa de conversão na sua empresa, leia as dicas a seguir:

Aumente a taxa de conversão com uma boa usabilidade

Se os seus visitantes têm dificuldades para chegar até o seu produto, dificilmente você poderá aumentar a taxa de conversão. A usabilidade de um site é muito importante porque consiste em eliminar quaisquer barreiras que possam existir entre o seu público e a sua oferta. É necessário realizar um exercício periódico de busca por falhas na experiência do consumidor, levando em conta seu perfil e a estrutura do seu site.

Otimize o conteúdo das suas páginas

Como anda a sua estratégia de SEO? O seu site precisa ter páginas bem configuradas para que consiga aparecer mais vezes no Google e, assim, ajudar você a aumentar a taxa de conversão. Quanto mais espaços você ocupar entre os resultados de pesquisas, maior é o potencial de visibilidade que as suas ofertas possuem. Certifique-se de que todas as seções do seu site estão otimizadas e não fazem uso de táticas que possam penalizar sua posição.

Melhore a velocidade do site

A maioria das pessoas não tem paciência para esperar o carregamento de um site lento demais. Para aumentar a taxa de conversão dele, é necessário garantir que as suas páginas abram com velocidade. A melhor forma de fazer isso é por meio da otimização dos seus recursos, como deixar as suas imagens mais leves e adotar um código-fonte mais eficaz. Isso será benéfico especialmente para quem acessa o seu site de dispositivos móveis em planos de dados muito limitados.

Use landing pages

Uma ótima maneira de aumentar a taxa de conversão é simplificando os caminhos que seu público deve percorrer até as ofertas. As landing pages são poderosas aliadas nesse trabalho, já que podem ser configuradas para direcionar produtos e serviços específicos e garantem que o seu visitante não vai se perder ao clicar em outra seção. Distribua links para as suas landing pages em diversos canais de marketing para maximizar o seu potencial de sucesso.

Agora que você já conhece as principais formas de aumentar a taxa de conversão do seu site e trazer mais sucesso à sua marca, lembre-se de que todos esses esforços devem ser contínuos, ou seja, você nunca deve parar de fazê-los. Além disso, todos os dias podem surgir novidades que revolucionam a maneira como você obtém os seus resultados, então é essencial acompanhar tudo o que é inovador nessa área.

Estratégias que apresentem bons resultados não precisam gerar altos custos para a sua empresa. Veja aqui no blog como investir em marketing digital mesmo com um orçamento limitado.

Você sabe o que muda no marketing da sua empresa com o novo algoritmo do Facebook? Com mais de dois bilhões de usuários, a rede social consolidou-se com uma das principais plataformas de ação de empresas. Com um público tão numeroso e ferramentas de segmentação tão detalhadas, as chances de aparecer para os potenciais clientes e até convertê-los em compradores era bastante satisfatória… até agora.

Recentemente, a rede social mais numerosa do mundo anunciou uma mudança em seu algoritmo (resultado de análises de dados que determinam a ordem de organização e exibição do conteúdo nos feeds de notícia), cujo objetivo principal é priorizar interações sociais mais significativas e conteúdo amigável em detrimento de publicações de marcas e empresas.

Quer saber mais sobre isso e de que forma é possível contornar sua influência nas ações de marketing digital? Basta continuar lendo esse artigo.

O que muda com o novo algoritmo do Facebook?

Antes do anúncio da mudança, o algoritmo era calculado com base no número real de interações. Dessa maneira, as páginas com as quais o usuário interagia mais, fosse por meio de comentários, compartilhamentos, curtidas ou reações, eram entendidas como relevantes para ele, e, consequentemente, mostradas à frente de outros conteúdos.

A partir de agora, postagens de amigos e familiares (em especial aqueles que possibilitam o surgimento de conversas e interações nos comentários) serão naturalmente priorizadas, o que nos leva à conclusão de que posts orgânicos de empresas (que já tinham um alcance entre 1% e 2%) terão alcance ainda menor.

Qual será o impacto nas campanhas de marketing das empresas?

O impacto principal do novo algoritmo do Facebook será percebido nas publicações de alcance orgânico.

Uma vez que foi determinado por Zuckerberg e sua equipe que o feed de publicações orgânicas será direcionado a interações significativas e com viés de proximidade e afeto, é de se esperar que posts não patrocinados de empresas e serviços, cujo foco é, essencialmente, vender ou fornecer informações com baixo índice de comunicação entre os usuários, não terão a mesma expressividade de antes.

Como trabalhar sua estratégia com base nessa mudança?

Pode parecer uma mudança fatal para a presença das páginas corporativas na rede social, mas nem tudo está perdido. Algumas táticas auxiliam na manutenção dos planos de ação no Facebook mesmo após a alteração do algoritmo. A seguir, falaremos de algumas delas.

Entenda a fundo seu público

Agora, mais do que nunca, a relação de proximidade de sua empresa com o público do Facebook é fundamental para garantir a visibilidade da marca.

Para não sair perdendo com a mudança, é imprescindível estudar o comportamento dos curtidores de sua página e entender o que, de fato, eles buscam. A partir daí, o segredo é estudar (e testar sempre) gatilhos de interação nas postagens — incitar conversas e debates, fazer perguntas, pedir opiniões —, fazendo com que o algoritmo veja valor em seu conteúdo e o mantenha na lista de links relevantes para o usuário.

Invista em bons anúncios e campanhas pagas

Se os anúncios pagos costumavam ser uma das melhores maneiras de ver resultados no Facebook, essa máxima agora passa a valer o dobro. A mudança do algoritmo não afetou as regras para anunciantes pagos, mas ofereceu o estímulo que faltava para que mais e mais empresas passem a adotar a estratégia.

Por isso, mantenha em constante movimento os estudos de público, segmentação e formatos, garantindo eficiência e eficácia nos resultados de campanhas pagas.

Aposte no marketing digital completo

Para as empresas que pautam toda a estratégia de marketing nas redes sociais e possuem apenas os curtidores da página como leads, o novo algoritmo do Facebook pode, sim, trazer consequências mais sérias aos resultados.

Por isso, é fundamental que o marketing digital de sua empresa não sobreviva exclusivamente de ações em redes sociais. Casar essa frente com outras como blog, e-mail marketing, landing page e WhatsApp pode ser a solução ideal para fortalecer o banco de contatos e fazer com que a estratégia traga frutos por diferentes vias.

Além do novo algoritmo do Facebook, que agora você já conhece, outros fatores são determinantes para os rumos de campanhas de marketing digital. Quer conhecer mais alguns? Então leia este artigo e fique por dentro!

O LinkedIn é, atualmente, a maior rede social de profissionais do mundo, sendo a 3º mais utilizada pelas empresas para fazer marketing. A plataforma tem mais de 500 milhões de usuários cadastrados, sendo 30 milhões somente no Brasil.

Diante desses números, a importância dessa rede na estratégia de marketing digital de uma empresa é indiscutível, não é mesmo? Ainda assim, muitos gestores cometem o erro de deixar o LinkedIn e suas ferramentas, como o LinkedIn Pulse, de fora de suas estratégias.

Quer aumentar a autoridade e presença digital da sua marca nas redes sociais? Listamos algumas dicas de como essa plataforma pode te ajudar. Confira:

Use o LinkedIn Pulse

O LinkedIn Pulse é uma ferramenta que permite aos usuários publicar os seus próprios artigos e compartilhar esse conteúdo com toda a comunidade da rede social. Assim, é uma ótima oportunidade para disseminar conhecimentos e aumentar o alcance das publicações.

Apesar de essa ferramenta estar disponível apenas para os usuários comuns, ela continua sendo uma excelente aposta para destacar a sua empresa em determinado assunto.

Mas você deve estar se perguntando: como isso é possível? A resposta é simples: Os posts podem, e devem, ser feitos através do perfil de funcionários da empresa que, devidamente identificados, atuam como representantes da sua marca.

Produza conteúdo de qualidade

Muito além de estar presente em mais uma rede social, o objetivo de criar um perfil no LinkedIn é destacar a sua marca no mercado. Para isso, você precisa criar conteúdos de qualidade, que atraiam e engajem o seu público-alvo.

Use o LinkedIn Pulse como seu aliado e descubra os temas de interesse dos seus clientes. Assim, fica mais fácil produzir artigos que se adequem aos seus gostos e necessidades, sempre destacando o perfil de especialista da sua marca.

Atenção à escolha das palavras! O LinkedIn funciona de forma similar à ferramenta de buscas do Google e, por isso, as expressões utilizadas são definitivas para que você seja encontrado. Usar termos muito técnicos só vai dificultar a procura.

Mantenha a sua página atualizada

Como em toda estratégia de marketing digital, a periodicidade das postagens é fundamental. O ideal é que os conteúdos sejam publicados ao menos uma vez por semana, educando o seu consumidor a sempre procurar o material que você produz.

Tão importante quanto manter todos os dados completos e atualizados é estar e se fazer presente todos os dias nas redes sociais. Por isso, sempre que possível, atualize a sua página com posts novos e interessantes.

Faça contatos para aumentar a presença digital

As redes sociais não servem apenas para dar visibilidade para a sua empresa, mas para realizar conexões, construir relacionamentos e fazer networking. Por isso, faça contatos. Foque no lado social da plataforma e se comunique com o seu público-alvo.

Mas, atenção! Ao se comunicar com os seus clientes, nada de usar mensagens padrão. Textos automáticos são facilmente descartados e não estabelecem nenhum tipo de vínculo. Invista em um contato mais pessoal e agregue valor à sua marca.

Viu como é fácil? Com o uso correto da plataforma e explorando tudo que o LinkedIn Pulse tem a oferecer, ficou mais fácil aumentar a autoridade e presença digital da sua empresa e ganhar destaque como especialista no segmento.

Quer saber mais sobre atuação de marcas nas redes sociais? Entre em contato com a gente e tire todas as suas dúvidas.

A escolha de um sistema de hospedagem para e-commerce é uma das mais importantes decisões para o seguimento da sua loja virtual. Um erro nesse momento pode ser altamente prejudicial para os negócios e bastante difícil de ser reparado.

Esse serviço será responsável por administrar a constante troca de informações do seu e-commerce. Portanto, precisa corresponder ao nível de demanda esperado para ele. Se você optar por uma hospedagem de baixa qualidade ou que não atenda às necessidades da loja, os clientes ficarão frustrados e sua marca sofrerá com as consequências.

Escolher a hospedagem para o e-commerce não é difícil. Tenha em mente quais são os recursos necessários e as vantagens de cada player desse mercado oferece. Para ajudar você nesse caminho, separamos abaixo alguns dos pontos mais importantes.

Veja a seguir todos os critérios para se levar em conta ao escolher a hospedagem para e-commerce:

Disponibilidade de planos

Bons serviços de hospedagem para e-commerce contam com múltiplos planos à disposição dos seus clientes para oferecer exatamente o que cada necessidade deles pede. Boa parte do seu processo de decisão deve girar em torno de entender o que você precisa e escolher o plano correto.

Tenha atenção à capacidade de troca de dados suportada pelo serviço considerado. Se você espera um grande volume de tráfego, deve obter um plano maior. Analise as vantagens de cada um, sempre considerando o que sua loja precisará.

Suporte técnico

A contratação deve ter como um dos seus principais critérios a disponibilidade de um bom suporte técnico. Trata-se de um serviço extremamente necessário para que você possa resolver problemas do dia a dia com rapidez, sem prejudicar suas vendas.

Tenha atenção especial ao método de acesso ao suporte que o plano disponibiliza. Em alguns casos, os contatos ficam restritos ao e-mail, enquanto outros possuem um telefone com atendimento 24 horas.

Segurança

A reputação da sua loja virtual pode ser seriamente prejudicada caso os dados dos clientes sejam comprometidos em falhas de segurança. Então, ao escolher a sua hospedagem para e-commerce, é importante optar por um serviço seguro.

Procure saber sobre os métodos de criptografia envolvidos nas trocas de informações, como o sistema administra certificados de segurança e outros critérios que garantam a proteção dos seus dados e dos seus clientes.

Renome no mercado

A plataforma de hospedagem para e-commerce que você pretende contratar está consolidada? Possui clientes satisfeitos que atestam pela sua qualidade? Tem vivência suficiente para transmitir confiança?

Devido à importância que o serviço terá no sucesso do seu e-commerce, você precisa optar por aquele que já provou competência nesse mercado tão competitivo. Um exemplo é a XTECH Commerce, que permite a criação de sua loja virtual de forma fácil e personalizável.

Agora você já tem um plano completo para sair em busca do seu serviço de hospedagem para e-commerce e tomar a decisão certa para obter bastante sucesso. Assim, seu negócio terá uma uma base sólida e vai colher bons resultados em vendas.

Gostou do post? Entre em contato com a Agência R8  e conheça mais possibilidades para o sucesso da sua loja virtual!

Atualmente, com a melhoria das conexões à internet e dos recursos disponíveis para as páginas da web, é possível contar com as vantagens de um sistema web personalizado para conduzir as atividades do dia a dia em empresas de todos os tipos.

Não é mais necessário realizar instalações e atualizações manualmente em vários computadores. Qualquer aparelho conectado à internet pode acessar o software a partir do navegador, e sempre a versão mais nova é exibida e ativada. Devido a essas características, permite-se que o sistema também seja acessível de smartphones, tablets e outros dispositivos.

Empresas que utilizam sistemas tradicionais, como softwares instalados no computador, estão abrindo mão de uma série de benefícios que podem trazer mais produtividade e entregas de maior qualidade à equipe. Quanto tempo a sua empresa gasta com a manutenção desses softwares no dia a dia? Opte por uma alternativa que otimizará seu tempo e recursos.

Conheça a seguir as principais vantagens de um sistema web personalizado para sua empresa:

Aumento de produtividade

Sistemas corporativos inteligentes sempre são positivos para a produtividade da equipe. Eles são capazes de ajudar o time a economizar tempo e acessar informações com mais facilidade e rapidez. Uma das vantagens de um sistema web consiste em aperfeiçoar os processos, já que não é necessário perder tempo da equipe com atualizações e reparos em cada computador. Mais produtividade é algo que trará um ótimo impacto na qualidade das suas entregas e melhoria nos indicadores da empresa.

Mais segurança

Um único computador com uma versão desatualizada de um software importante para o seu negócio pode ser o bastante para que seja criado um grande problema para sua empresa. Podem surgir vulnerabilidades de segurança que deixem seus dados expostos ou suscetíveis a ataques de invasores. Uma das vantagens de um sistema web é dispensar a necessidade de atualizações, já que todos os profissionais usam a mesma versão mais recente do software.

Acesso via celular

Na dinâmica das empresas modernas, às vezes é necessário cuidar de assuntos de trabalho estando fora do escritório ou até mesmo de casa. Uma das vantagens de um sistema web personalizado é poder acessá-lo a partir de um smartphone, tablet ou qualquer outro aparelho autorizado. Isso é possível porque todas as informações são visualizadas a partir do navegador, portanto, basta uma conexão à internet para acessá-las.

Foco na escalabilidade

Precisa ampliar a equipe? Ou as capacidades do seu sistema interno? Em ambos os casos você pode aproveitar as vantagens de um sistema web. Trata-se de algo altamente escalável, sendo capaz de se adaptar às necessidades da sua empresa com rapidez e eficiência. Não é mais necessário dedicar uma equipe para implementar a solução em novos computadores, além de atualizações serem ativadas para todos de forma instantânea.

Todas essas vantagens de um sistema web personalizado estão ao alcance da sua empresa. Basta tomar a decisão que melhor se encaixa nas necessidades dela. Para que seja possível aproveitar todos os benefícios, é preciso que essa implementação seja feita com qualidade. O seu sistema web personalizado deve trazer as funcionalidades que a sua equipe precisa, trabalhar com boa performance e estar sempre atualizado.

Conte com a melhor solução em sistemas web para a sua empresa. Acesse a nossa página de contato e fale conosco!

Em um mundo cada vez mais digital, investir no marketing em plataformas móveis é essencial. O número de usuários de smartphones cresce diariamente e, por isso, é de extrema importância acompanhar as tendências do mercado para não ficar por fora das novas relações estabelecidas entre clientes e marcas.

O Brasil conta com muitos usuários ativos na internet por meio do celular, seja para pagar contas, acessar as redes sociais ou fazer buscas. Diante desse cenário, os aplicativos se tornaram ferramentas essenciais para alcançar e fidelizar seus consumidores.

Quer entender mais sobre esse assunto? Confira 5 razões para incorporar os aplicativos em sua estratégia de vendas!

1. Popularidade

Aplicativos como WhatsApp, Facebook, Instagram e Snapchat, entre outros, são verdadeiras febres, ocupando uma grande parte do dia de qualquer usuário ativo das plataformas digitais. Por isso, quando se está pensando em uma estratégia de marketing digital, eles não podem ser ignorados.

Atualmente, o WhatsApp é o principal aplicativo de comunicação do Brasil. Já o Facebook conta com um número de aproximadamente 2 bilhões de usuários no mundo. Ou seja, é um mercado imenso, de óbvia popularidade. E você não vai querer ser o único a ficar de fora, não é mesmo?

2. Número de vendas

O aumento de smartphones no mercado está afetando de forma direta o número de compras feitas por meio desses dispositivos. Ou seja, esse é um segmento em constante expansão e, nesse cenário, os aplicativos têm se mostrado como uma excelente estratégia de vendas.

O fato é que o consumo mobile é uma realidade cada vez mais presente no dia a dia dos consumidores. As empresas que não se adequarem aos novos formatos de vendas estão perdendo a oportunidade de alcançar o público onde ele realmente está e, assim, vender ainda mais.

3. Segmentação do público

Quando você está lidando com marketing digital, a possibilidade de segmentação do público-alvo é uma das principais vantagens. E nos aplicativos não é diferente. Com o uso correto da ferramenta, é possível especificar seu consumidor por local, idade, gênero e até mesmo interesses.

Ao contrário dos meios de comunicação de massa, com o uso de estratégias por meio das plataformas digitais, é possível atingir a pessoa certa, no local certo, no momento certo. Ou seja, as chances de você impactar seu consumidor no estágio de decisão de compra é ainda maior.

4. Comunicação direta

Por meio do uso apropriado dos aplicativos, é possível se comunicar de forma direta e eficiente com seus clientes. Contando com a facilidade da segmentação, você atinge o público certo e evita criar um diálogo vazio para um público que não está interessado na sua marca.

A partir do primeiro contato certeiro, fica mais fácil estabelecer um relacionamento positivo com o consumidor, que terá um canal de comunicação direto com sua empresa, sem precisar de intermediários. As redes sociais são um excelente exemplo em que marcas e consumidores estão na mesma plataforma, se comunicando de forma bilateral.

5. Facilidade de acesso

As plataformas móveis facilitaram significativamente o acesso à informação. E, além disso, abriram as portas para o consumo dos mais variados conteúdos, tudo à distância de um clique. Hoje é possível comprar um produto da China e recebê-lo sem sair de casa. O mundo está cada vez mais integrado e você precisa usar isso a seu favor.

Para que sejam realmente úteis, os aplicativos são ferramentas que devem oferecer fácil acesso e navegabilidade. Ou seja, não adianta oferecer uma plataforma complexa para seu consumidor e esperar um retorno positivo. Invista em aplicativos simples, mas eficientes.

Como você pode perceber, incluir aplicativos em sua estratégia de vendas é fundamental para melhorar o marketing digital da sua empresa. Além disso, essa ação vai contribuir, e muito, para otimizar seus resultados. Aliando um conteúdo de qualidade com o conhecimento técnico necessário, é possível gerar uma experiência de compra única para seus clientes.

Esse conteúdo ajudou você? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as dicas e novidades sobre marketing e vendas.

A experiência do usuário (ou UX) deveria ser um dos aspectos mais valorizados de um projeto, mas é comum que receba menos importância do que merece. O UX é parte do processo de planejamento de todo o seu projeto. Significa pensar no comportamento do seu usuário, antecipar as ações dele e se certificar de que a experiência dele se encaixa com a proposta da sua estratégia.

Quando o assunto é UX design, é frequente perceber somente a preocupação em contar com um layout atraente. No entanto, isso deve ser implementado como parte de uma estratégia maior. O UX design é o motor por trás de todas as decisões tomadas em seu projeto.

Devido a toda essa importância, é bastante desastroso quando uma empresa trabalha sem foco em UX. Os usuários passam por dificuldades ao usar suas interfaces ou serviços e logo acabam voltando a atenção para concorrentes que entregam uma experiência de maior qualidade. Não deixe que isso aconteça com você!

Veja a seguir os principais pontos que ressaltam a importância do UX design para qualquer projeto:

Todos querem economizar tempo

Assim como você não gosta de perder tempo, o seu usuário também não. Se ele precisa navegar por múltiplos menus até chegar onde deseja, dificilmente vai passar por essa experiência novamente. Preocupar-se com UX design significa respeitar o tempo de quem interage com seu produto.

Ao antecipar o comportamento dessas pessoas, você se torna capaz de priorizar melhor os elementos do seu serviço. Por exemplo, se a maioria quer acessar determinada seção, por que não a colocar em destaque, de forma facilmente acessível?

Foco em interfaces fáceis de usar

Se o seu usuário não consegue completar uma ação no seu site ou serviço, isso diz mais a respeito da qualidade do seu produto do que a capacidade do público. Todo tipo de interface deve ser desenvolvida tendo em mente o perfil de quem irá utilizá-la.

Pensar em UX design significa antecipar as expectativas do seu usuário e se adaptar a elas. Pense como ele e prepare o terreno adequadamente para que ninguém tenha dificuldades a usar os seus serviços.

Importância do encantamento

Depois de conquistar um cliente e fechar negócio, a ligação da sua empresa com ele não acaba por aí. É bastante vantajoso manter essa pessoa em um ciclo constante de encantamento ao interagir com você, aumentando as chances de recompras.

No entanto, se não há foco em UX design ao lidar com seus serviços ou produtos, dificilmente esse público retornará. Lembre-se de que é bem mais fácil fidelizar um cliente do que buscar um novo.

Informações valiosas sobre o público

Ao implementar uma estratégia competente, você passará a contar com um serviço melhor adaptado às expectativas do seu público. Ao mesmo tempo, poderá utilizar a tecnologia para aprender ainda mais a respeito delas e tornar o seu UX design superior.

Ao observar padrões de comportamento em seu site utilizando ferramentas especializadas, é possível detectar oportunidades para aprimorar a sua estratégia. Essa é a melhor forma de encontrar barreiras que dificultam a ação do visitante, por exemplo.

Economia de recursos e mais lucros

Trabalhar de maneira mais alinhada às expectativas do seu público é bastante vantajoso para seus negócios. Você consegue conquistar mais vendas e satisfação, dois pontos decisivos para qualquer mercado.

Além disso, o foco em UX design é capaz de ajudar você a economizar recursos que normalmente seriam desperdiçados graças a decisões erradas. Ao aprender cada vez mais sobre a sua audiência, será possível vender mais e melhor.

Com a devida pesquisa e implementação, o UX design é capaz de proporcionar uma verdadeira revolução na forma como você conduz os seus projetos. Trata-se de um esforço altamente estratégico que é capaz de ajudar você a fidelizar seus clientes e tornar o seu produto ou serviço bem mais atraente a eles. Lembre-se de que isso precisa ser feito constantemente, levando em conta as frequentes transformações no perfil do público.

Curtiu o artigo? Então compartilhe-o com os colegas nas redes sociais!